20.8 C
Serra
quinta-feira, 28 de Maio de 2020

Polícia flagra tráfico de aranhas vivas e outros animais silvestres na Serra

Leia também

Indústria cobra e Estado diz que está liberando crédito para empresas

Nesta quinta-feira (28) a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) divulgou carta aberta em que cobra o governo...

Queima de pneus todos os dias incomoda moradores de bairro da Serra

Na região de Feu Rosa e uma parte de Portal de Jacaraípe a reclamação é a fumaça gerada pela...

Covid-19 também provoca epidemia de desemprego na Serra

Locomotiva econômica e município de maior população do ES, a Serra é a cidade com mais demissões nesta pandemia...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A ação aconteceu na Serra. Foto: Divulgação PF

Com o objetivo de reprimir a aquisição e a venda de animais silvestres, em destaque, as aranhas, a Polícia Federal em conjunto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deflagrou nesta quinta (13), uma ação na Serra, para impedir a venda de animais silvestres que estão sendo comercializados e criados em condições inadequadas e provenientes de criadouros não autorizados ou sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.

A ação começou depois que a Coordenação de Segurança dos Correios identificou em um dos seus centros de distribuição, encomenda postal contendo mais de vinte variedades de filhotes vivos de tarântulas, acondicionados em ampolas, no interior de pequenas caixas de isopor.

Também foram apreendidas duas jiboias. Foto: PRF

A partir desse fato, a investigação foi iniciada para reprimir essa utilização indevida do serviço postal para distribuir ilegalmente animais silvestres, bem como a prática de maus tratos, pois a legislação não permite o transporte de carga viva desta forma, com elevada probabilidade de perecimento antes da chegada ao destino.

Durante as buscas e apreensões foi encontrada criação ilegal de animais silvestres, onde foram feitos dois termos circunstanciados pela Polícia Federal e respectivos autos de infração pelo Ibama, com a apreensão de duas jiboias, dois coleiros papa capim e uma jandaia de testa vermelha. O nome do bairro onde foi flagrada a criação ilegal não foi divulgado pela PF.

A operação contou com a participação de oito policiais federais no cumprimento de 2 mandados de busca e apreensão e quatro analistas ambientais do Ibama para a realização simultânea da fiscalização administrativa nos endereços do destinatário dos animais.

Comentários

Mais notícias

Queima de pneus todos os dias incomoda moradores de bairro da Serra

Na região de Feu Rosa e uma parte de Portal de Jacaraípe a reclamação é a fumaça gerada pela insistente queima de pneus que...

Covid-19 também provoca epidemia de desemprego na Serra

Locomotiva econômica e município de maior população do ES, a Serra é a cidade com mais demissões nesta pandemia de coronavírus. Em abril, 5.605...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!