25.5 C
Serra
terça-feira, 19 de novembro de 2019

Placa de alumínio prestes a cair em obra abandonada do ABL

Leia também

Vereador Cabo Porto pode ser desfiliado do PSB

"Parlamentar defende temas que o partido não comunga", diz presidente estadual da legenda

Rio que abastece Serra está muito cheio e com água barrenta | Veja vídeo da água que vai para sua casa

https://youtu.be/IOqWxRkcma0 Segue muito cheio o rio Santa Maria nesta terça-feira (19). O TEMPO NOVO esteve no local onde a Cesan...

Polícia Militar do Espírito Santo tem novo Comandante-Geral

O coronel Márcio Eugênio Sartório assumiu, na última segunda-feira (18), o posto de Comandante-Geral da Polícia Militar do Espírito...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A placa está com risco de cair há três dias. Foto: Gabriel Almeida

A obra abandonada da Escola Estadual Aristóbulo Barbosa Leão, em Parque Residencial Laranjeiras, continua gerando problemas e riscos para moradores da Serra. O pedestre que passar por uma das calçadas que ficam no entorno do terreno abandonado da unidade escolar deve tomar muito cuidado, já que uma placa de alumínio está prestes a cair.

A denúncia é da moradora de Parque Residencial Laranjeiras, Luciene Santos. Ela circula diariamente pela calçada da avenida Norte Sul e teme que a estrutura se desprenda e atinja algum morador que esteja passando pelo local na hora.

A placa, anos atrás, era utilizada para anunciar que naquele espaço estava sendo reformado o ABL, mas como a obra foi abandonada, o pedaço de alumínio ficou sem utilidade. “Se não bastassem essas obras paradas, agora temos que lidar com essa placa que pode cair a qualquer momento. O Estado deve tomar alguma atitude urgentemente, antes que isso caia em cima da cabeça de alguém”, desabafa Luciene.

O TEMPO NOVO esteve no local nesta quarta-feira (23) e constatou que a placa está sendo segurada apenas por um pedaço de madeira. A reportagem ainda observou que  parte da estrutura está cedendo para o lado de fora do terreno, ou seja, deve cair em cima da calçada.

Veja mais fotos da placa que pode se desprender a qualquer momento:

A assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Educação foi acionada pela reportagem, mas ainda não deu um retorno sobre o problema. Caso a pasta se manifeste, a nota será publicada aqui neste espaço.

Em setembro, placa do ABL despencou e atingiu carro 

Acidente aconteceu em setembro. Foto: Gabriel Almeida

No mês de setembro, uma placa do ABL – que era utilizada para cercar o terreno – se despencou e caiu em cima de um carro na Segunda Avenida, em Laranjeiras.

Na ocasião, o TEMPO NOVO esteve no local e constatou que o carro atingido pela cerca ficou com vários arranhões. O proprietário do veículo, Ramon Ribeiro, disse que foi um baita susto.

“Minha esposa veio trabalhar e eu fui fazer uma consulta. Estacionamos o carro no local e algum tempo depois vi a cerca caindo por cima dele. Foi um susto grande”, explica.

Obras paralisadas, R$ 12 milhões gastos e prédio demolido

Governo Casagrande prometeu licitar nova obra no início do próximo ano. Foto: Gabriel Almeida / Divulgação Ales

O prédio do ABL, em Laranjeiras, tinha 41 anos e começou a ser reformado em 2012. O custo divulgado na época era de R$ 9 milhões, e a reforma deveria ter sido entregue em julho de 2014. Porém, as obras foram paralisadas naquele ano. O motivo, de acordo com o Instituto de Obras Públicas do Espírito Santo (Iopes), é que a empresa contratada para executar o serviço faliu e abandonou o trabalho. Com a reforma, que não foi concluída, o gasto chegou aos R$ 6 milhões.

Logo no início das obras em 2012 os alunos foram levados para um espaço provisório onde funcionava uma faculdade em Jardim Limoeiro, ao lado do cruzamento entre as rodovias Norte – Sul e ES 010. Ao longo desses anos, o prédio vem sendo motivos de queixas e protestos de estudantes, que alegam falta de estrutura. Dentre eles, espaço precário para educação física, ausência de ar condicionado, ventiladores e parte elétrica com problemas constantes, além dos riscos de assaltos nas redondezas.

Enquanto as obras não andavam, o prédio do ABL, em Laranjeiras, ficou abandonado por quatro anos e foi demolido pelo Governo do Estado no final de 2018. Na época, o então secretário da Educação, Haroldo Rocha, afirmou que o espaço estava sem ‘boas condições’ para continuar a reforma. A demolição custou R$ 290,7 mil. Questionado pelo TEMPO NOVO sobre os valores gastos nas obras e os atrasos, Haroldo sugeriu pensar positivo e prometeu que a obra estaria licitada até o final de 2018, o que não aconteceu. Vale lembrar que foi demolido somente o prédio principal da escola, onde aconteciam as aulas. Foram mantidas da estrutura atual, a cozinha e áreas de apoio, refeitório coberto, área de serviços, vestiário, auditório e quadra poliesportiva.

Somando os valores da reforma não concluída, dos alugueis pagos e da demolição, o Governo do Estado já gastou cerca de R$ 12 milhões com a escola que ainda não está pronta. O valor ainda deve aumentar já que por enquanto a obra está só no papel.

Na última reportagem feita pelo TEMPO NOVO, o Governo do Estado prometeu que irá iniciar a obra do ABL no próximo ano. Serão gastos aproximadamente R$ 20 milhões para construir a nova escola.

Comentários

Mais notícias

Rio que abastece Serra está muito cheio e com água barrenta | Veja vídeo da água que vai para sua casa

https://youtu.be/IOqWxRkcma0 Segue muito cheio o rio Santa Maria nesta terça-feira (19). O TEMPO NOVO esteve no local onde a Cesan capta a água que abastece...

Polícia Militar do Espírito Santo tem novo Comandante-Geral

O coronel Márcio Eugênio Sartório assumiu, na última segunda-feira (18), o posto de Comandante-Geral da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), no lugar do...
video

Vídeo mostra inundação entre rio Santa Maria e Contorno do Mestre Álvaro

https://youtu.be/DJ6OH3ZUeMw A região entre o rio Santa Maria e as baixadas do Mestre Álvaro é de brejos e, mesmo nas secas, acumula água. Mas com...

Um partido para chamar de meu, segundo Jair Bolsonaro

Nessa semana que passou, colocando termo final na sua relação conflituosa com seu Partido PSL, o Presidente Jair Bolsonaro declarou sua saída da agremiação,...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!