22 C
Serra
sexta-feira, 10 de julho de 2020

Novo decreto limita gastos do Governo do Estado em 2016

Leia também

Com 365 moradores infectados, Feu Rosa já possui 18 mortes pela Covid-19

Mais de 360 moradores infectados e 18 mortes causadas pela Covid-19. Esses são os assombrosos números que fazem Feu...

Serra já possui 8.930 moradores infectados e 353 mortos pelo coronavírus

A Serra continua sendo a segunda cidade com mais moradores infectados e mortos pelo coronavírus em todo o Espírito...

Estado soma 467 casos de Covid-19 em instituições de idosos

Dados do último levantamento feito pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC) do Ministério Público do...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

As secretária Ana Paula Vescovi e Ângela Silvares durante coletiva de imprensa. Foto: Divulgação
As secretária Ana Paula Vescovi e Ângela Silvares durante coletiva de imprensa. Foto: Divulgação

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial o Decreto 3922-R/2016, que estabelece uma série de medidas para dar continuidade ao ajuste fiscal iniciado em 2015, primeiro ano da administração de Paulo Hartung (PMDB).  Detalhes do decreto foram divulgados pelas secretárias de Estado da Fazenda, Ana Paula Vescovi, e de Governo, Ângela Silvares.

O decreto mantém algumas determinações de 2015, como a suspensão de despesas não essenciais; de assinatura de novos contratos  de consultoria, locação, aquisição e reforma de imóveis e de máquinas e equipamentos; participação de servidores em congressos e cursos; realização de recepções, solenidades e demais eventos pela Administração Pública que demandem contratações extras; reestruturação ou qualquer revisão dos planos de cargos e salários dos servidores; e realização de novos concursos públicos. Também prevê a reavaliação de custos com locação de imóveis e também da necessidade dos espaços atuais, para redimensionamento dos locais.

As Secretarias de Estado da Saúde, de Educação, da Fazenda, da Justiça, de Transporte e Obras Públicas, a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Instituto de Atendimento Sócio Educativo, que representam em média 80% (oitenta por cento) dos gastos de custeio do Poder Executivo, deverão apresentar o Plano de Contenção de Despesas de Custeio – PCDC ao Comitê de Controle de Redução de Gastos até 15 de fevereiro.

Comentários

Mais notícias

Serra já possui 8.930 moradores infectados e 353 mortos pelo coronavírus

A Serra continua sendo a segunda cidade com mais moradores infectados e mortos pelo coronavírus em todo o Espírito Santo. De acordo os últimos...

Estado soma 467 casos de Covid-19 em instituições de idosos

Dados do último levantamento feito pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC) do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES)...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!