25.4 C
Serra
terça-feira, 14 de julho de 2020

Postura de Bolsonaro não está sendo bem avaliada pela sociedade, diz Casagrande

Leia também

Obra de urbanização da orla de Bicanga deve ser entregue em outubro, diz Prefeitura

As obras de urbanização da orla de Bicanga devem ser entregues em outubro, segundo a Prefeitura da Serra. O...

Pastor de igreja da Serra morre por causa da Covid-19

Uma das duas vítimas da Serra que perderam a batalha contra o coronavírus na última segunda-feira (13) foi o...

Em meio à pandemia, passageiros são obrigados a enfrentar ônibus superlotados na Grande Vitória

Evitar aglomerações, principalmente em ambiente fechados, é uma das principais recomendações das autoridades para frear a proliferação do coronavírus....
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Casagrande falou sobre Bolsonaro na coletiva desta segunda (23). Foto: Divulgação

Durante coletiva na noite desta segunda-feira (23) o governador Renato Casagrande (PSB) afirmou que o presidente Bolsonaro finalmente começou a tomar medidas de apoio de enfrentamento a Covid-19. Disse também que a postura do presidente não vem sendo bem avaliada pela sociedade brasileira.

Nas palavras de Casagrande, Bolsonaro, “convencido por ele mesmo ou sendo convencido pela realidade a partir dos últimos dias, passou a tomar algumas medidas”.

No entanto o governador chamou a atenção para a insistência do presidente em dar declarações contraditórias. “Enquanto ele tem um ministro que diz que o Brasil entrará em colapso e que temos que nos preparar para o pior, ele (Bolsonaro) dá declarações dizendo que essa crise não tem todo esse tamanho e que não é preciso ter preocupação com ela”, falou o mandatário capixaba.

Casagrande afirmou ainda que a condução do presidente esta sendo avaliada de forma negativa pela sociedade brasileira. “Não é pelos governadores, é pela sociedade brasileira. Ele está menosprezando uma situação que tem sido muito grave em diversos outros países do mundo, tomara que não seja tão grave aqui. Mas numa realidade dessa que envolve vidas é melhor pecar pelo excesso do que menosprezar e depois sofrer muito. Quanto mais tomarmos medidas agora, menor será o impacto. Há uma necessidade de medidas, não sou eu quem digo, são os cientistas do mundo e do Brasil, são os pesquisadores e gestores de saúde de pública do estado, a contenção social e imobilização social é o caminho para reduzir a curva de crescimento da contaminação e com isso o sistema de saúde conseguir dar conta”, pontua.

Casagrande lembrou também que muitas pessoas morrem por falta de assistência. “Quando tem assistência as pessoas tem mais condição de sobrevivência. Principalmente as pessoas de idade. Esse é o debate que se faz e deve ser feito com responsabilidade, o presidente da República não pode fazer só enfrentamento com governadores porque isso não constrói. Minha torcida, meu desejo é que estejamos todos juntos para reduzir estes impactos e o presidente da república precisa liberar esse movimento”, conclui.

Comentários

Mais notícias

Pastor de igreja da Serra morre por causa da Covid-19

Uma das duas vítimas da Serra que perderam a batalha contra o coronavírus na última segunda-feira (13) foi o pastor Derly da Silva. O...

Em meio à pandemia, passageiros são obrigados a enfrentar ônibus superlotados na Grande Vitória

Evitar aglomerações, principalmente em ambiente fechados, é uma das principais recomendações das autoridades para frear a proliferação do coronavírus. Mas para o trabalhador que...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!