“Na Câmara da Serra é tudo seletivo, conforme o cliente e os interesses deles” denuncia vereador

0
“Na Câmara da Serra é tudo seletivo, conforme o cliente e os interesses deles” denuncia vereador
O vereador Fábio Duarte faz revelações bombásticas sobre a crise institucional que se instalou na Câmara. Foto: Divulgação

O vereador Fábio Duarte (PDT) se viu no epicentro de uma crise institucional entre a Câmara da Serra e o prefeito Audifax Barcelos (Rede). Mesmo filiado a um partido de oposição ao prefeito, Fábio vem fazendo duras críticas a um grupo de oposicionistas que vem fazendo movimentos contra o Executivo no que ele classifica como “velha política” do “toma lá da cá”. Ele topou falar com a reportagem do TN e rebateu perguntas sobre as investigações instauradas na Câmara, da qual ele afirma serem “seletivas” e com intuito de imputar “culpa”, “custe o que custar”:

A Serra experimenta uma crise institucional entre Câmara e Prefeitura, talvez nunca vista antes. O que está por trás disso?

Primeiro é necessário frisar que eu não estou do lado do prefeito e nem de ninguém, a não ser dos interesses da população da Serra. A Câmara foi tomada por uma oposição que reza a cartilha do ‘quanto pior, melhor’, da velha política do ‘toma lá dá cá’, esse formato falido e anti-democrático. Se a cidade pegar fogo eles querem estar no camarote comendo pipoca e batendo palma. O que há por trás desse movimento é uma pressão para a Prefeitura atender aos interesses deles e lá trás eu me opus a isso e agora sou perseguido. Esse movimento da Câmara começou após um pedido que o presidente da Câmara fez ao prefeito e que foi negado.

Para além dos discursos inflamados na tribuna da Câmara, objetivamente, foi instaurado uma CPI para apurar supostas irregularidades na área de Saúde, e foram abertas oito frentes de investigação para apurar denúncias fiscais. Afinal de contas isso o é papel de vereador…

A retórica deles é persuasiva e usam a legitimidade do cargo para criar factoides que efetivamente não existem. Além disso, foram aglutinando adversários políticos do prefeito para criar uma pressão popular artificial e que convence pessoas que não entendem esse bastidor mais sujo. Mas se você for ver o detalhamento de cada movimento, vai estar escancarado para qualquer um, o caráter de perseguição.

Tem provas disso?…

Tudo vai ser esclarecido e o tempo vai se encarregar disso. Você falou da CPI, oras, o que motivou a abertura da CPI foi um áudio com todos os indícios de ser fraudulento, entre dois ex-assessores exonerados. Foi criado um factoide. Se fosse um movimento puro, seria legítimo, mas porque abriu-se uma CPI com argumentos vagos e duvidosos e estes mesmos  vereadores enterraram uma CPI para investigar a Ambiental Serra, por exemplo? Neste caso, há fatos sólidos e comprovados, como várias mortandades de peixes na Lagoa Juara por excesso de esgoto, onde o morador da Serra paga taxa de 80% de tratamento de esgoto na conta de água. Quais são os critérios deles?

Mesmo assim a CPI da Saúde pode identificar irregularidades, não pode? Não seria melhor que investiguem?

A primeira vista sim, mas veja, quando você entra numa investigação, você sempre tem que trabalhar com duas hipóteses: a de culpa e a de inocência. Essa CPI já nasceu determinada a imputar culpa ao prefeito e percebo que eles estão determinados a usar qualquer meio para isso. A estrutura de Saúde da Serra é a maior do Estado, têm as maiores demandas de uma população muito carente, 39 unidades de saúde, UPA’s, médicos, enfermeiros. É claro que pode haver problemas, olha o tamanho da complexidade de uma área dessas. Eles querem pegar essa complexidade e manobrar para atropelar o prefeito, caso, o prefeito não ceda aos interesses deles.

E as comissões processantes? Crime fiscal é um assunto grave e você votou contra.

Votei sim e faria de novo, sabe por quê? Essa é a maior piada, coincidentemente um motorista, ex-assessor de vereador, fez denúncias fiscais das mais herméticas e complexas e no mesmo dia os parlamentares de oposição abrem oito comissões de investigação, das quais eles ocupam a presidência em seis delas. Enquanto isso, projetos que beneficiam a população são arrastados na Câmara. Vocês mesmo noticiaram um PL que está a mais de 100 dias na Câmara e que dá aluguel social para pessoas de baixa renda. Novamente eu pergunto, qual o critério? A Câmara está trabalhando em beneficio próprio ou pela população?

Você virou alvo de uma investigação por suposta quebra de decoro, pode até perder o mandato. Quais acusações pesam sobre você?

Meu querido, prefiro perder o mandato do que vender minha alma. Em uma reunião a portas fechadas, fiz esclarecimentos sobre o que está acontecendo na Câmara, mas tinha gente infiltrada lá, gravou e depois distorceram, para você ver a rede oculta deles. Agora estão me perseguindo. Acho tudo isso engraçado. Querem me punir por falar a verdade, mas já houve vereador preso por porte ilegal de arma, mas pergunta se abriram investigação contra ele?! Não. Já houve vereador pego em vídeo negociando parte dos salários dos próprios assessores. Houve investigação contra ele? Não. Houve outros casos de xingamentos de baixo calão à uma mulher, e de novo não houve nada contra os vereadores. Na Câmara da Serra é tudo seletivo, conforme o cliente e os interesses deles, se não rezar a cartilha deles você é perseguido e achincalhado por essa rede oculta. Não fica aparecendo que o crime organizado tomou conta da Câmara? Assim como foi denunciado na Assembleia Legislativa em 2018, tanto por Bruno Lamas como por Enivaldo do Anjos, tem mão peluda por trás disso…

Comentários