21.8 C
Serra
segunda-feira, 06 de julho de 2020

Lideranças partidárias da Serra acham improvável a aliança PDT/Rede/PV/PSB nas eleições 2020

Leia também

Projeto garante teste gratuito de coronavírus a doadores de sangue

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei versa sobre a inclusão de testes para detecção da Covid-19 em...

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Márcia Lamas é vice-prefeita da Serra. Foto: Divulgação

Lideranças partidárias do Espírito Santo acham pouco provável uma aliança entre Rede, PDT, PSB e PV, conforme declarou Ciro Gomes, líder do PDT, para as eleições municipais de 2020.

Conforme declaração de Ciro, em entrevista a um jornal El País, o PDT tem acordo para disputar as eleições municipais em aliança com o PV, PSB e Rede, e onde um estiver melhor os outros três apoiam.

Na Serra, as maiores lideranças de dois desses partidos são adversários políticos declarados. Sérgio Vidigal (PDT), deputado federal e Audifax Barcelos (Rede), prefeito da cidade.

André Toscano é porta-voz da Rede. Foto: Divulgação

“Esse cenário colocado por Ciro Gomes é de conversas em nível nacional. Ao nível de Estado nós temos outras configurações e ao nível de Serra a possibilidade de a Rede caminhar com o PDT é muito remota, praticamente zero. E a Executiva nacional da Rede respeita a Estadual; assim como a Estadual respeita a municipal. Porque as pessoas que moram na cidade e convivem na política local conhecem realmente o que se passa no município”, disse o porta-voz da Rede no Estado, Andre Toscano.

Procurado, o presidente municipal do PDT, Alessandro Comper, não quis comentar o tema.

Fábio Santana é presidente do PV na Serra. Foto: Divulgação

O presidente do PV, Fábio Santana, também considera improvável a aliança entre as legendas citadas. ” O Partido Verde terá candidatura à prefeitura de Serra, que será a Dra. Gracimeri Gaviorno. Temos dialogado com todos os partidos e todo apoio é bem vindo, porém, a declaração de Ciro Gomes é de quem desconhece a realidade de nosso município. Desconhecemos esse acordo”, opinou.

Já a presidente municipal do PSB, Márcia Lamas, por meio de nota enviada à redação do Tempo Novo, destacou que o PSB já esteve no mesmo palanque com o PDT na vice em 1996, 2000 e 2008.
“Depois em uma aliança com o Rede numa proposta diferente do PDT. Mais uma vez o PSB deu sua grande contribuição para a vitória. É na Serra que o PSB tem a melhor performance. PDT e REDE já tiveram oportunidade por quase 24 anos. Quanto ao convite do PDT para o diálogo das executivas, entendemos que a política é a arte de conversar sobre o que é melhor para a cidade”, explicou.

 

Comentários

Mais notícias

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12 de julho, as 16 horas....

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!