22 C
Serra
segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Incubadora do Ifes ajuda a criar novas tecnologias

Leia também

Estudo internacional vai avaliar risco de câncer com o pó preto

Avaliar a contaminação por metais no corpo humano e em animais aquáticos da Grande Vitória expostos ao pó preto,...

Alerta | Tuberculose já contaminou quase 100 pessoas este ano na Serra

Quase 100 pessoas foram infectadas pela tuberculose na Serra. Segundo a Prefeitura da Serra até hoje (19), 97 casos...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O aluno Renahn com os professores do Ifes, Marcos, Emanuel e Leonardo. Foto: Fábio Barcelos
O aluno Renahn com os professores do Ifes, Marcos, Emanuel e Leonardo. Foto: Fábio Barcelos

Clarice Poltronieri

Tem ideia de desenvolver uma nova tecnologia que melhore a vida das pessoas, mas não sabe como? O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) da Serra tem espaço e apoio para isso. É o Projeto Incubadora de Empresas, que oferece salas, equipamentos e orientação para desenvolvimento de projetos tecnológicos.

No momento, há sete projetos na Incubadora: quatro em fase de desenvolvimento, de pessoas físicas, nas áreas de energias renováveis, segurança veicular, automação de cervejaria e alimentação automática de animais. Os outros três estão em fase de finalização e são de empresas: uma lâmpada para locais com risco de explosão; um motor de veículo transparente para aulas de mecânica; e um leitor de consumo de energia elétrica que identifica fraudes e facilita a leitura em condomínios.

O coordenador da Incubadora, Emanuel Marques, explica o passo a passo às pessoas físicas quem tem um projeto de inovação. “Os editais são para qualquer interessado em desenvolver projeto na área tecnológica, não precisa ser aluno do Ifes e nem estudante. Primeiro há uma Capacitação Empreendedora, com orientação na área de gestão do produto proposto. Depois há a Residência, tipo de estágio, onde há uma sala compartilhada por um ano para desenvolver seu projeto”, relata.

O residente também tem acesso aos equipamentos do Ifes Serra e até de outros campus, além de um orientador na área do projeto. O estudante Renahn Pazini há três meses desenvolve um projeto com orientação do professor de Engenharia de Controle de Automação, Leonardo Scárdua. “Desenvolvo um sistema que verifica a trava do carro e aqui tenho todo aparato para isso, além de um orientador”, revela.

Se o interessado é uma empresa, há outro edital. “Neste caso é oferecida uma sala exclusiva ao incubado, que paga um aluguel a baixo custo e tem acesso a equipamentos do Ifes, apoio técnico de profissionais da área e outros. Muitos conseguem fomento (bolsas) de outras instituições para isso. O objetivo é transformar a ideia em um produto para comercialização, gerando emprego e renda. São dois anos para a empresa amadurecer seu produto”, explica Marcos Simão Guimarães, um dos orientadores.

Neste momento está aberto o edital para empresas que queiram entrar na Incubadora. As inscrições seguem até o dia 23 e mais informações estão no site http://incubadora.sr.ifes.edu.br/

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Alerta | Tuberculose já contaminou quase 100 pessoas este ano na Serra

Quase 100 pessoas foram infectadas pela tuberculose na Serra. Segundo a Prefeitura da Serra até hoje (19), 97 casos da enfermidade foram confirmados na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!