24.7 C
Serra
sábado, 18 de janeiro de 2020

Escola de dança da Serra encanta público há 10 anos e é premiada em concursos

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Quarteto STROC levou 2º lugar no Enesdança. No camarim, a professora e coreógrafa Rosaira Conrado ao lado do grupo. (Foto: Divulgação)

É de Jacaraípe um dos vencedores do Enesdança, mostra e concurso de dança anual do Espírito Santo que aconteceu no Teatro da Ufes no último fim de semana. O Studio de Dança Rosaira Conrado trouxe para a Serra o segundo lugar numa disputa que reuniu cerca de 40 grupos de todo o estado.

O responsável pelo feito foi o grupo STROC, que faz parte da escola e é formado pelos alunos mais avançados. O prêmio veio na categoria Danças Urbanas, conforme explica Rosaira Conrado, que está à frente da Studio.

“Levamos uma proposta de coreografia, criada por mim, chamada ‘Sisters’, que buscou retratar a vibe da dança de rua na sua origem, em Los Angeles, onde o amigo trata a amiga como ‘sister’. Quisemos falar dessa irmandade e levamos esse suingue muito elogiado pelos jurados”.

Rosaira conta que o grupo é formado pelos alunos que representam a escola em festivais e mostras dentro e fora do estado. Em 2017, quem venceu o Enesdança foi a Studio.

“Temos um grande comprometimento com a arte por meio da dança. Oferecemos balé clássico, jazz dance, dança do ventre, dança contemporânea, hip hop e aulas de ioga. E além da prática, temos aulas teóricas, em que levamos a história da dança, onde surgiu, o vocabulário, enfim, toda a referência teórica”, destaca Rosaira.

As aulas ocorrem duas vezes por semana nos períodos da manhã, tarde e noite, em horários diversos, dependendo do curso. Quem desejar, pode fazer uma aula experimental. Para mais detalhes, os interessados podem ir ao Studio de Dança Rosaira Conrado ou fazer contato pelo Whatsapp (99862-4278) e telefone (27 3079-1999).

Qualquer pessoa, a partir dos três anos, pode escolher um tipo de dança e aprender. “E também oferecemos aulas voltadas ao público adulto, para quem nunca praticou dança. O nosso slogan é ‘Dança Para Todos’. A arte transforma a vida na parte cultural, pessoal e social. A gente tem esse compromisso de levar a dança com esses sentidos”, ressalta Rosaira, que é formada em Balé Clássico pelo Teatro Municipal de São Paulo. Inclusive, a Studio comemora 10 anos na Serra em setembro.

Além de revelar talentos, a Studio de Dança Rosaira Conrado movimenta o cenário cultural na cidade, com bazar e sarau. “O propósito é incentivar a movimentação artística e ser um ponto de encontro das pessoas. Estamos no terceiro ano, e o próximo bazar e sarau será no dia 10 de agosto”, destaca.

Confira imagens de apresentações da escola Studio de Dança Rosaira Conrado:

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!