Greve geral: rodoviários prometem 70% dos ônibus circulando nesta sexta | Portal Tempo Novo

Serra, 17 de agosto de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Geral

Serra, 13 de junho de 2019 às 21:33

Greve geral: rodoviários prometem 70% dos ônibus circulando nesta sexta

Por Gabriel Almeida
[email protected]

Promessa do Sindirodoviários é que 70% dos ônibus irão circular nos horários de pico. Foto: Gabriel Almeida

Por conta da greve geral que está prevista para acontecer nesta sexta-feira (14) em diversas cidades brasileiras, os capixabas irão contar apenas com 70% da frota dos ônibus do sistema Transcol na Grande Vitória, isso em horário de pico.

A promessa de manter os coletivos circulando é do Sindirodoviários que aderiu a paralisação nacional, mas o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) conseguiu através de liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho que os rodoviários mantenham 70% da frota dos ônibus do sistema Transcol em circulação na sexta.

De acordo com o sindicato, ficou decidido que nos horários “de pico”, compreendidos entre 6h e 9h horas da manhã, bem como das 17h às 20h, circule 70% da frota. E fora desses horários, os rodoviários devem circular 50% dos coletivos.

Caso a liminar seja descumprida, será aplicada multa diária no valor de R$ 200 mil reais. “O GVBus e o Setpes esperam que o Sindirodoviários, no mínimo, cumpra a decisão do TRT-ES, mas fazem um apelo à toda a categoria, para que os trabalhadores operem normalmente com 100% da frota durante todo o dia, para que a população não fique desassistida e tenha o direito de ir e vir garantido, sem transtornos”, disse o GVBus em nota.

 O TEMPO NOVO conversou com o presidente do sindicato, José Carlos Salles, que confirmou a adesão à greve geral. “O sindicato já aderiu a greve geral de sexta, que vai ser uma manifestação no Brasil todo. Mas ainda vamos conversar com os rodoviários para ver como será a paralisação. Não é uma greve nossa, é um protesto nacional. Essa reforma (proposta por Bolsonaro) destrói o trabalhador. Tem que reformar, mas antes o projeto deve ser discutido com a classe trabalhadora”, afirmou o presidente do Sindirodoviários.

Agências bancárias fechadas

Os bancários capixabas decidiram que irão aderir à greve geral e com isso, as agências não irão funcionar amanhã. De acordo com o Sindibancários, a decisão de aderir ao movimento foi tomada em assembleia na noite da última terça-feira (11).

Escolas da Serra podem não ter aula nesta sexta

Por conta da greve geral que está prevista para acontecer em várias cidades brasileiras nesta sexta-feira (14), grande parte das escolas municipais da Serra podem não ter aula. A Secretaria Municipal de Educação disse que as unidades de ensino poderão escolher se irão ou não aderir à paralisação nacional.

De acordo com a Sedu, numa assembleia realizada com o sindicato da categoria, a decisão final foi que não haverá aula na Serra, mas algumas escolas já se pronunciaram que irão funcionar normalmente. A assessoria de imprensa da Prefeitura da Serra não informou quais unidades decidiram não aderir à paralisação.

Entenda o motivo da greve geral 

A greve geral é um movimento que está sendo programado por trabalhadores de diversas categorias contra a reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). Além de serem contra a reforma da Previdência proposta pelo presidente, o protesto também é contra cortes na educação e pede maior geração de empregos, além da retomada do crescimento na economia

No Espírito Santo, professores, bancários e rodoviários aderiram ao movimento. 




O que você acha ?

Como você avalia o trabalho da Guarda Municipal da Serra?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por