25.8 C
Serra
sexta-feira, 03 de abril de 2020

Greve geral: rodoviários prometem 70% dos ônibus circulando nesta sexta

Leia também

Serra tem 23 casos confirmados de coronavírus, diz Secretaria da Saúde

A Serra registrou mais um caso confirmado do novo coronavírus. De acordo com a última atualização publicada pela Secretaria...

Casagrande anuncia que comércio vai ficar fechado até 12 de abril

Os comércios classificados como não essenciais vão continuar de portas fechadas até o próximo dia 12 de abril. Durante...

Materiais de construção, serviços automotivos e lojas de chocolate poderão funcionar

A partir desta segunda-feira (6), estarão liberados para funcionar as lojas de material de construção e serviços automotivos no...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Promessa do Sindirodoviários é que 70% dos ônibus irão circular nos horários de pico. Foto: Gabriel Almeida

Por conta da greve geral que está prevista para acontecer nesta sexta-feira (14) em diversas cidades brasileiras, os capixabas irão contar apenas com 70% da frota dos ônibus do sistema Transcol na Grande Vitória, isso em horário de pico.

A promessa de manter os coletivos circulando é do Sindirodoviários que aderiu a paralisação nacional, mas o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) conseguiu através de liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho que os rodoviários mantenham 70% da frota dos ônibus do sistema Transcol em circulação na sexta.

De acordo com o sindicato, ficou decidido que nos horários “de pico”, compreendidos entre 6h e 9h horas da manhã, bem como das 17h às 20h, circule 70% da frota. E fora desses horários, os rodoviários devem circular 50% dos coletivos.

Caso a liminar seja descumprida, será aplicada multa diária no valor de R$ 200 mil reais. “O GVBus e o Setpes esperam que o Sindirodoviários, no mínimo, cumpra a decisão do TRT-ES, mas fazem um apelo à toda a categoria, para que os trabalhadores operem normalmente com 100% da frota durante todo o dia, para que a população não fique desassistida e tenha o direito de ir e vir garantido, sem transtornos”, disse o GVBus em nota.

 O TEMPO NOVO conversou com o presidente do sindicato, José Carlos Salles, que confirmou a adesão à greve geral. “O sindicato já aderiu a greve geral de sexta, que vai ser uma manifestação no Brasil todo. Mas ainda vamos conversar com os rodoviários para ver como será a paralisação. Não é uma greve nossa, é um protesto nacional. Essa reforma (proposta por Bolsonaro) destrói o trabalhador. Tem que reformar, mas antes o projeto deve ser discutido com a classe trabalhadora”, afirmou o presidente do Sindirodoviários.

Agências bancárias fechadas

Os bancários capixabas decidiram que irão aderir à greve geral e com isso, as agências não irão funcionar amanhã. De acordo com o Sindibancários, a decisão de aderir ao movimento foi tomada em assembleia na noite da última terça-feira (11).

Escolas da Serra podem não ter aula nesta sexta

Por conta da greve geral que está prevista para acontecer em várias cidades brasileiras nesta sexta-feira (14), grande parte das escolas municipais da Serra podem não ter aula. A Secretaria Municipal de Educação disse que as unidades de ensino poderão escolher se irão ou não aderir à paralisação nacional.

De acordo com a Sedu, numa assembleia realizada com o sindicato da categoria, a decisão final foi que não haverá aula na Serra, mas algumas escolas já se pronunciaram que irão funcionar normalmente. A assessoria de imprensa da Prefeitura da Serra não informou quais unidades decidiram não aderir à paralisação.

Entenda o motivo da greve geral 

A greve geral é um movimento que está sendo programado por trabalhadores de diversas categorias contra a reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). Além de serem contra a reforma da Previdência proposta pelo presidente, o protesto também é contra cortes na educação e pede maior geração de empregos, além da retomada do crescimento na economia

No Espírito Santo, professores, bancários e rodoviários aderiram ao movimento. 

Comentários

Mais notícias

Casagrande anuncia que comércio vai ficar fechado até 12 de abril

Os comércios classificados como não essenciais vão continuar de portas fechadas até o próximo dia 12 de abril. Durante uma coletiva de imprensa realizada...

Materiais de construção, serviços automotivos e lojas de chocolate poderão funcionar

A partir desta segunda-feira (6), estarão liberados para funcionar as lojas de material de construção e serviços automotivos no horário das 10 às 16...

ES registra segunda morte por coronavírus, diz Casagrande

O Espírito Santo registrou a segunda morte causada pelo novo coronavírus. A informação foi dada pelo governador Renato Casagrande (PSB) durante uma coletiva de...

Covid-19 | Espírito Santo vai receber mais de 9 mil testes rápidos

O Ministério da Saúde iniciou, na quarta-feira (1º), a distribuição dos 500 mil testes rápidos para diagnóstico de coronavírus (Covid-19) no país. Os testes...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem