26 C
Serra
segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Governo do Estado propõe a criação do Fundo Estadual do Trabalhador

Leia também

Manutenção da EDP vai deixar bairros da Serra sem energia nesta semana

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito...

Alerta: previsão de chuva “forte e preocupante” para esta semana no ES

O volume de chuva estimado para próximos dias no Espírito Santo, por várias simulações atmosféricas feitas em supercomputadores, é...

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

O projeto tramita na Assembleia Legislativa. (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasil)

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei que propõe a criação do Fundo Estadual do Trabalho (FET). A proposta é uma iniciativa do Governo do Estado, e os valores do fundo seriam destinados ao apoio da Política Estadual de Trabalho, Emprego e Renda.

Segundo a justificativa do PL, o Executivo, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Renda e Desenvolvimento Social (Setades) vai receber recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para ações do Sine.

Algumas das fontes de recursos para o FET são a verba do FAT; dotação específica no Orçamento estadual; os créditos suplementares, especiais e extraordinários; os repasses de convênios com órgãos federais e entidades públicas e privadas e o produto da arrecadação de multas oriundas de sentenças judiciais e outros.

Os recursos serão aplicados na rede de atendimento do Sine; em programas e projetos previstos no Plano Estadual de Ações e Serviços e nos municipais; no funcionamento do Ceter e em atividades voltadas para o auxílio do trabalhador, como habilitação para o recebimento de seguro-desemprego, qualificação profissional, cadastramento de desempregados e assistência àqueles resgatados em situação análoga à escravidão.

De acordo com a iniciativa, a administração do Fundo do Trabalho ficará a cargo da Setades, com a fiscalização do (Conselho Estadual de Trabalho, Emprego e Renda (Ceter). A Secretaria irá fazer o acompanhamento da aplicação dos recursos nos municípios.

O projeto autoriza a abertura de crédito adicional especial para a criação do fundo e define que o Poder Executivo terá 90 dias para regulamentar a futura lei após sua publicação em diário oficial.

 

Comentários

Mais notícias

Alerta: previsão de chuva “forte e preocupante” para esta semana no ES

O volume de chuva estimado para próximos dias no Espírito Santo, por várias simulações atmosféricas feitas em supercomputadores, é extremo e muito preocupante. O...

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11 estados brasileiros correm o risco...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!