Governo Bolsonaro assina ordem de serviço para Contorno do Mestre Álvaro

0
Governo Bolsonaro assina ordem de serviço para Contorno do Mestre Álvaro
O start para a obra do Contorno do Mestre deve ser dado hoje. Arte: Arquivo TN

A assinatura da Ordem de Serviço das obras do Contorno do Mestre Álvaro será realizada nesta terça (30), às 16h30, no Ministério da Infraestrutura, em Brasília. Orçada em R$ 290 milhões, a obra tem 18,9 quilômetros de extensão; duplicação de pista nos dois sentidos; construção de canteiro central e acostamentos. 

A obra é uma das principais reivindicações de motoristas que utilizam a BR 101 e tem como objetivo desafogar o trânsito de veículos pesados na via, que corta a Serra, agilizando a mobilidade urbana. Deve gerar aproximadamente 430 empregos diretos e 1.000 indiretos. 

Coordenador da Comissão Externa que fiscaliza o empreendimento, o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) está entre os parlamentares que atuaram em Brasília com articulações e em busca de recursos para a obra. “A obra do Contorno do Mestre Álvaro é imprescindível para que se preservem vidas, para a segurança viária e para o desenvolvimento do Espírito Santo”, comemorou Vidigal.

O prefeito da Serra, Audifax Barcelos, irá participar da assinatura da Ordem de Serviço. Ele comentou sobre a obra e destacou sua importância para a Grande Vitória. “Estou indo para Brasília, se Deus quiser, para assinar a Ordem de Serviço da tão sonhada obra do Contorno do Mestre Álvaro. Estou indo a convite do coordenador da bancada, o deputado Josias Da Vitória, desde já agradeço o convite. Muito feliz porque eu sei da importância dessa obra para a cidade, para a Grande Vitória e para o Espírito Santo”, disse o prefeito. 

O Secretário Especial da Presidência, Carlos Manato, conversou com o Tempo Novo e disse que além de melhorias no fluxo, a obra dará a oportunidade da Serra municipalizar a BR-101. “A maior obra do Governo Federal no estado do Espírito Santo. Vai melhorar muito o fluxo da parte Norte e Sul do Estado. É uma obra que tira o trânsito pesado da Serra e abre as portas para a cidade municipalizar a BR-101”, comenta. 

Comentários