• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados
20.7 C
Serra
sábado, 12 junho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados
Entrevista 100 dias do Governo Vidigal:

Gestão de Audifax deixou Serra com 200 médicos a menos do que a 8 anos atrás, diz Vidigal

Em 2012, quando Vidigal terminou seu mandato na Prefeitura da Serra, o Município possuía 500 médicos. Em 2020, Audifax deixou a Saúde da cidade com 300 profissionais, ou seja, 200 a menos.

Leia também

Ministro de Bolsonaro cita a Serra e divulga vídeo da obra do Contorno do Mestre Álvaro

Na última sexta-feira (11) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas publicou um vídeo em suas redes sociais,...

Atenção: Serra ainda tem vagas para vacinas de Covid (1° e 2° dose) e Influenza

A Prefeitura Municipal da Serra, por meio da secretaria de Saúde, informa que das vagas abertas nesta sexta-feira (11),...

Serra retoma aulas presenciais para 14 mil alunos do 6º ao 9º ano e EJA

  As atividades para os alunos da rede municipal de educação da Serra que estão cursando entre o 6º e...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Vidigal concedeu entrevista exclusiva ao Tempo Novo nesta semana. Foto: Gabriel Almeida

Em um período de oito anos, a população da Serra saltou de 409 mil para mais de 520 mil – o que significa um crescimento de 27%. E juntamente com o avanço no número de moradores, também cresceu a demanda imposta sobre o sistema público de saúde. Atualmente, a cidade possui três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e 38 unidades básicas e regionais de saúde. Mesmo assim, o que não falta pelos bairros do município são reclamações sobre a pouca quantidade de médicos para o atendimento à população.

E as queixas não são inválidas. Enquanto a procura por atendimento crescia, no período de 2013 a 2020 – durante a gestão do ex-prefeito Audifax Barcelos (Rede) – a Serra teria sofrido um ‘desmonte’ e perdido aproximadamente 200 médicos que atendiam os moradores da cidade em unidades de saúde e nas UPAs e Maternidade de Carapina. A afirmação é do atual chefe do Executivo municipal, Sergio Vidigal (PDT), que concedeu entrevista exclusiva ao TEMPO NOVO nesta semana.

O prefeito, que assumiu a administração em pouco mais de quatro meses, afirma ter deixado a Serra, em 2012, com 500 médicos, mas oito anos depois encontrou a cidade com 200 profissionais a menos. Inclusive, segundo Vidigal, essa foi a principal dificuldade encontrada para modernizar o sistema de saúde da cidade e iniciar o agendamento on-line de consultas, que deve entrar no ar em menos de 15 dias. Ele questiona: “Como eu vou agendar, se eu não tenho oferta do serviço?“.

Para tentar solucionar o problema crônico, a Prefeitura da Serra lançou processos seletivos para contratar mais profissionais, mas não foi possível encontrar pessoas interessadas em trabalhar na área. Por isso, precisou contratar uma empresa especializada em fornecer médicos plantonistas que irão atuar nas Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs) e Unidades Básicas e Regionais de Saúde (UBS E URS).

“(Eu deixei a cidade com 500 médicos). Quando chegamos havia pouco mais de 300 profissionais, muitos deles, devido ao decreto, estavam em casa, em home office. Fiz dois processos seletivos e não consegui, ofereci 140 vagas. Depois disso, conseguimos contratar 160.Oitenta e mais 80; são dois contratos, um para urgência, que são as UPAs e maternidade, e um contrato para atenção primária. E isso vai impactar em um custeio maior nesses próximos 180 dias, de mais de R$ 8 milhões, os dois juntos”, salientou o prefeito.

Ainda de acordo com o prefeito, em breve, moradores não irão precisar mais sair de suas casas para conseguir agendar uma consulta. “Neste momento a gente está trabalhando já o processo do agendamento on-line. Porque eu não comecei o agendamento online das consultas por falta de profissional. Como eu vou agendar, se eu não tenho oferta do serviço? Agora a gente começa a agendar on-line as consultas também, creio que assinamos o contrato agora nesta semana, e no mais tardar, com dez dias a gente estará fazendo o agendamento on-line”, afirmou o prefeito.

A reportagem do TEMPO NOVO tentou contato com a assessoria de imprensa do ex-prefeito Audifax Barcelos para que ele possa se manifestar sobre a quantidade de médicos deixados por sua gestão no Município. Até a publicação desta matéria, a demanda não havia sido respondida.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!