‘Gatos’ de energia crescem 11% no Espírito Santo

0

Pelo jeito a crise econômica encorajou mais pessoas a furtarem energia no Espírito Santo. É que o balanço da EDP referente ao combate ao furto de eletricidade, o famoso ‘gato’, no estado em 2017, apontou um crescimento de 11% nessa prática em relação a 2016.

Segundo comunicado divulgado pela assessoria de imprensa da EDP,  o volume de energia recuperada com as ações de combate daria para abastecer a maior cidade do estado, a Serra, durante um mês.

A concessionária informou que, ao longo de 2017, foram feitas mais de 100 mil ações de fiscalização nos 70 municípios capixabas em que ela atende. A empresa frisou também que os ‘gatos’ também dão prejuízo aos consumidores que pagam regularmente às suas contas, uma vez que parte do valor das perdas é repassada no custo final da energia.

E lembrou que as ligações clandestinas colocam em risco as vida de quem faz isso, pois a ligação para o furto é feita em cabos energizados, podendo também gerar problemas para os demais consumidores por conta da sobrecarga.

O furto de energia é crime e se enquadra no artigo 155 do Código Penal. Além das sanções penais, quem for flagrado ainda terá que pagar pelo que consumiu no ‘gato’.

Denúncias podem ser feitas no pelo site www.edponline.com.br, aplicativo, agências de atendimento presencial e a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 721 0707, que funcionam 24 horas e com ligação gratuita. O sigilo é total, e a inspeção realizada com a máxima urgência.

   

 

 

Comentários