25.2 C
Serra
sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Fams desobedece Justiça e pode ser multada

Leia também

Moradores de Barcelona inauguram árvore de natal com festa e Papai Noel

Acostumados a não ter iluminação de natal pública na comunidade, alguns moradores de Barcelona com o apoio de comerciantes...

Bolsonaro sanciona lei que aumenta saque do FGTS para R$ 998

O limite do saque imediato das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) passou de R$...

Estado vai contratar professores em Designação Temporária com salário de até R$ 3.732

A Secretaria da Educação (Sedu) divulgou os editais com as normas do Processo Seletivo para contratação de professores em...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Jean cobra decisão sobre eleição. Foto: Joatan Alves

A Federação das Associações de Moradores da Serra (Fams) deve fechar o ano sem pôr fim ao impasse sobre a eleição de sua diretoria. Em abril, duas chapas empataram em votos e desde então vêm divergindo sobre o critério de desempate. Além da questão política, agora a Fams pode se ver obrigada ao pagamento de multa diária no valor de R$ 5 mil por dia, caso não conclua o processo de escolha dos seus dirigentes.

É que representantes da Chapa 2, que tem como candidato à presidência Jean Cassiano, entraram com uma ação já julgada favoravelmente, cobrando que o atual presidente da Fams, Jacinto Sezine, decida sobre o critério para a composição da nova diretoria, convocando novas eleições ou apontando um critério de desempate. A ação está tramitando no Fórum da Serra e tem como objetivo dar ciência ao juizado local sobre a decisão da desembargadora Elisabeth Lordes, favorável à chapa 2, publicada em 15 agosto.

O atual presidente da Fams, Jacinto Sezine, disse que aguarda a notificação judicial para se posicionar em relação ao processo eleitoral. Informou ainda que faz o levantamento do material referente ao processo eleitoral para apresentar à Justiça.

Já Fábio Júnior, coordenador de área eleito do Civit B, se diz preocupado com a demora na resolução do processo.

“O correto seria a convocação de novas eleições e, assim, que fôssemos liberados para assumir nossas funções. Pela falta de interesse da atual gestão, o movimento popular está sendo prejudicado. Também não estão sendo realizadas as eleições em associações de moradores”, avaliou.

Comentários

Mais notícias

Bolsonaro sanciona lei que aumenta saque do FGTS para R$ 998

O limite do saque imediato das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) passou de R$ 500 para o valor do...

Estado vai contratar professores em Designação Temporária com salário de até R$ 3.732

A Secretaria da Educação (Sedu) divulgou os editais com as normas do Processo Seletivo para contratação de professores em Designação Temporária (DT) para atuar...

Acidente entre ônibus e caminhão deixa feridos na Serra

Na manhã desta quinta-feira (12), um ônibus e um caminhão se envolveram em um acidente na principal Avenida de Morada de Laranjeiras, na Serra....

Upa de Castelândia começa a funcionar neste domingo

Com um investimento de R$ 9 milhões, a Prefeitura da Serra vai inaugurar neste sábado (14), a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) de Castelândia....

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!