28.7 C
Serra
sábado, 22 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Em escola pública da Serra, alunos protestam para ter direito de ir ao banheiro; Sedu nega

Leia também

Serra terá dois novos pontos de testagem de Covid-19 | Confira

Diante do crescente número de casos positivos de Covid-19 registrados nos últimos dias, a procura por testes aumentou e...

Avanço explosivo da Ômicron adoece 1.550 pessoas na Serra em 24h

A circulação da variante Ômicron em território capixaba tem causado um aumento explosivo de novos casos da Covid-19 na...

Serra volta para risco moderado e pode sofrer restrições devido ao avanço da Covid-19

Devido ao aumento de casos de coronavírus e mortes causadas por complicações da Covid-19, a Serra voltou a ser...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Alunos e pais de alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio João Antunes das Dores, que fica no bloco A, em Planalto Serrano fizeram uma manifestação na tarde desta sexta-feira (26) por conta de atitudes da diretora da instituição de ensino.

De acordo com alunos que não quiseram se identificar a diretora se tornou um problema na escola e um dos maiores motivos é a proibição dos estudantes irem ao banheiro e até sair para beber água enquanto estiverem em sala de aula. “Só pode usar o banheiro nos intervalos das aulas. Temos que ficar apertados porque se o professor permitir que a gente vá são chamados atenção”, disse um estudante.

Outra aluna que também não quis revelar a identidade por temer represália por parte da direção disse que teve que ficar seis aulas sem usar o banheiro. “Não é de hoje que isso vem acontecendo. Já vi pessoas quase passando mal precisando usar o sanitário”.

Uma outra estudante da instituição disse que a diretora retirou itens de higiene de dentro do banheiro. “Ela mandou tirar papel higiênico, sabão e o papel para limpar a mão. Tirou tudo do banheiro. E ainda advertiu quatro professores que não a obedeceram e deixaram a gente sair da sala. Isso é uma tremenda falta de respeito com a gente e com os nossos professores”.

Por conta da confusão na porta da escola, três viaturas da Polícia Militar foram acionadas.

O Tempo Novo procurou a Secretaria de Estado de Educação que disse que a informação não procede. ” A Superintendência Regional de Educação (SRE) Carapina destaca que não procede a informação de que alunos estejam sendo proibidos de irem ao banheiro. A manifestação foi uma reação de alguns estudantes diante a uma postura mais rígida da direção da escola em relação ao cumprimento do Regimento Escolar, quanto à organização no ambiente interno da unidade de ensino. Familiares e responsáveis de alunos, inclusive, já foram convidados pela direção da escola para dialogarem e para que, também, as devidas orientações fossem passadas, alguns apenas compareceram. A direção enviou um comunicado aos pais solicitando apoio quanto às devidas orientações juntos aos alunos”.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!