Dois deputados capixabas votam contra reforma da Previdência

0
Dois deputados capixabas votam contra reforma da Previdência
Sérgio Vidigal e Helder Salomão. Foto: Divulgação

Após a aprovação do texto-base da reforma da Previdência, nesta quarta-feia (10), o deputado federal capixaba Sérgio Vidigal (PDT) usou as redes sociais para justificar seu voto contrário à reforma. Explicar que não foi uma decisão pessoal, uma vez que não usará suas atividades políticas como parâmetro para a aposentadoria, mas a de médico. 

“Acabei de votar na Reforma da Previdência. Todos sabem que sou reformista por natureza, essa reforma não atrapalharia em nada a minha aposentadoria no futuro. Mas eu não posso pensar em mim. Meu voto foi pensando no trabalhador brasileiro: no gari, no garçom, na doméstica, servente de pedreiro, ou seja, todos aqueles que ganham até dois salários mínimos. É pensando neles que me recuso a cometer uma injustiça. Reafirmo que vou me aposentar sem privilégios na profissão que escolhi: médico”.

Primeiros passos

Por 379 votos contra 131, a Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno o texto-base da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que trata da reforma da Previdência, com mudanças nas regras para a aposentadoria. Entre os principais pontos de mudança estão a idade mínima para a aposentadoria e tempo mínimo de contribuição previdenciária. 

Além de Vidigal, o deputado Helder Salomão (PT) votou contra. Os outros oito capixabas votaram a favor da reforma. Sao eles: Amaro Neto (PRB), Da Vitória (PPS), Soraya Manato (PSL), Evair de Melo (PP), Felipe Rigoni (PSB), Lauriete (PL), Norma Ayub (DEM) e Ted Conti (PSB). 

Comentários