26.5 C
Serra
domingo, 19 de janeiro de 2020

Dois deputados capixabas votam contra reforma da Previdência

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Sérgio Vidigal e Helder Salomão. Foto: Divulgação

Após a aprovação do texto-base da reforma da Previdência, nesta quarta-feia (10), o deputado federal capixaba Sérgio Vidigal (PDT) usou as redes sociais para justificar seu voto contrário à reforma. Explicar que não foi uma decisão pessoal, uma vez que não usará suas atividades políticas como parâmetro para a aposentadoria, mas a de médico. 

“Acabei de votar na Reforma da Previdência. Todos sabem que sou reformista por natureza, essa reforma não atrapalharia em nada a minha aposentadoria no futuro. Mas eu não posso pensar em mim. Meu voto foi pensando no trabalhador brasileiro: no gari, no garçom, na doméstica, servente de pedreiro, ou seja, todos aqueles que ganham até dois salários mínimos. É pensando neles que me recuso a cometer uma injustiça. Reafirmo que vou me aposentar sem privilégios na profissão que escolhi: médico”.

Primeiros passos

Por 379 votos contra 131, a Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno o texto-base da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que trata da reforma da Previdência, com mudanças nas regras para a aposentadoria. Entre os principais pontos de mudança estão a idade mínima para a aposentadoria e tempo mínimo de contribuição previdenciária. 

Além de Vidigal, o deputado Helder Salomão (PT) votou contra. Os outros oito capixabas votaram a favor da reforma. Sao eles: Amaro Neto (PRB), Da Vitória (PPS), Soraya Manato (PSL), Evair de Melo (PP), Felipe Rigoni (PSB), Lauriete (PL), Norma Ayub (DEM) e Ted Conti (PSB). 

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!