• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados
22.9 C
Serra
quinta-feira, 04 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados

Cuíca é resgatada dentro de garagem de casa em bairro da Serra

Leia também

Festival Voadora terá 12 shows autorais com destaques da música capixaba  

Cento e oitenta e seis projetos foram inscritos para o processo de seleção do Festival Voadora, cujas apresentações acontecem entre...

Detran implanta exame teórico digital na Ciretran Serra Sede e facilita vida de moradores

O município da Serra receberá mais uma Sala de Exames Teóricos digital do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito...

Vereador defende regulamentação do serviço de mototáxi na Serra

  Por meio do Projeto Indicativo de Lei 43/2021, o vereador Pablo Muribeca (Patriota) defende a regulamentação do serviço de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Como estava debilitada a Cuíca foi entregue no Cetas e está recebendo o tratamento adequado. Foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (09), uma Cuíca foi resgatada no bairro Jardim do Juara, na Serra, comunidade que fica às margens da Rodovia Audifax Barcelos. Apesar de ser um animal comum nas matas do município, esta é a primeira vez que esta espécie é resgatada pela Secretaria de Meio Ambiente (Semma) da cidade.

O animal que é uma fêmea adulta foi resgatado depois que uma moradora entrou em contato com a Semma e informou que a Cuíca amanheceu na garagem de sua casa. “Imediatamente, os Auditores Fiscais de Atividades Urbanas de Meio Ambiente foram atender a solicitação da moradora e identificaram o animal, conhecido como Cuíca e realizaram o resgate. Como o animal estava ferido em um dos olhos, foi encaminhado ao Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas-Ibama)) para os devidos cuidados”, informou Ronaldo Freire da Semma.

O resgate da Cuíca aconteceu por volta das 11 horas. Segundo técnicos do Cetas, a cuíca é da espécie Caluromys philander e está recebendo cuidados, por estar muito machucada.

“É uma fêmea adulta e está bastante machucada. Ela já está recebendo os devidos cuidados e se melhorar, será reintroduzida em seu habitat natural. Infelizmente as pessoas confundem estes animais com ratos e acabam machucando. Apesar de serem comuns, são muito discretos e noturnos e pertencem a família dos gambás, são marsupiais”, disse o técnico do Cetas.

O biólogo Cláudio Santiago disse que a espécie é conhecida popularmente como Cuíca lanosa, inofensiva e não está em extinção. “Uma espécie Didelphidae que é parente, tipo primo dos gambás, mas é da mesma família taxinômica. É um bicho noturno, arborícora, que se alimenta de frutos, principalmente, insetos, flores, completamente inofensivo, não está ameaçado de extinção. É um bichinho solitário, não forma par, casal nem bando”.

Ele aparece em locais com áreas de mata atlântica e cerrado. “Não é um bichinho raro, ele se camufla bem e as pessoas praticamente não conseguem ver elas, por isso não conhecem a espécie”.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!