CPI dos Maus-Tratos a Animais realiza segunda reunião nesta segunda

0
Na reunião serão ouvidos um síndico de um condomínio de luxo, na Serra, onde gatos foram envenenados e o advogado de acusado de matar a gata da Pedra da Cebola. Foto: Divulgação
Na reunião serão ouvidos um síndico de um condomínio de luxo, na Serra, onde gatos foram envenenados e o advogado acusado de matar a gata da Pedra da Cebola. Foto: Divulgação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar denúncias de maus-tratos a animais realiza nesta segunda-feira (4) sua segunda reunião. Os convocados foram Lucimar Verturi, síndico do Condomínio Igarapé Aldeia Parque, localizado em Colina de Laranjeiras, Serra, e o advogado Leonardo Nunes Marques. A reunião acontece às 19 horas, no Plenário Rui Barbosa, com transmissão ao vivo pela TV Ales e pela WebTV.

As convocações foram deliberadas na primeira reunião do colegiado. Verturi foi chamado porque no condomínio administrado por ele ocorreram casos de envenenamento de gatos. Já Leonardo Marques é acusado de matar uma gata próximo à Pedra da Cebola, no bairro Mata da Praia, Vitória.

Na oportunidade, a presidente da CPI, Janete de Sá (PMN), destacou a importância da Comissão. “Recebemos muitos relatos de casos de maus-tratos aos animais no Estado. Animais que não têm voz e nem capacidade de se defenderem; por isso abrimos esse mecanismo de apuração, que é a CPI, para que, por meio de relatório, possamos conceder justiça e criar políticas públicas de bem-estar animal”, disse.

Denúncias

O colegiado espera contar com a participação da população no recebimento de denúncias. Por isso, disponibilizou um e-mail [email protected] e um número de WhatsApp (27) 99635-8594 para canalizar as informações da sociedade.

CPI

A CPI dos Maus-Tratos a Animais tem como presidente a deputada Janete de Sá (PMN), vice o deputado Doutor Hércules (PMDB) e relator Gildevan Fernandes (PMDB). Os outros membros são os deputados Amaro Neto (SD) e Marcos Bruno (Rede). Os suplentes são Raquel Lessa (SD), Erick Musso (PMDB) e Luzia Toledo (PMDB).

 

Comentários