24.6 C
Serra
sábado, 26 de setembro de 2020

Contarato pede na Justiça que Bolsonaro pague com próprio salário custos com cloroquina

Leia também

Serra tem 500 mortes por Covid-19 e 15.635 casos confirmados da doença

Quinhentas pessoas morreram  na Serra em decorrência de complicações da Covid-19. A cidade que se encontra em risco baixo...

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O senador capixaba entra na Justiça contra Bolsonaro. Foto: Divulgação

O senador capixaba Fabiano Contarato (Rede) entrou na Justiça nesta terça-feira (4) para a União interromper a produção da cloroquina e hidroxicloroquina destinada ao tratamento da Covid-19. Além disso, o senador quer que o presidente da República, Jair Bolsonaro arque com os custos da produção com o próprio salário.

“O presidente da República determinou a produção e aquisição em massa de medicamentos sem eficácia comprovada cientificamente no combate à Covid-19. Um absurdo! Agora, ele precisa ser responsabilizado e ressarcir os cofres públicos”, defendeu Contarato.

E segue: “Por isso, entrei na Justiça para a União interromper essa produção e o presidente pagar do bolso o valor gasto com cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento do coronavírus”, finalizou.

No processo encaminhado para a Justiça, Contarato afirmou que houve dano financeiro ao patrimônio da União, uma vez que os medicamentos não teriam comprovação cientifica sobre a eficácia no tratamento do novo coronavírus. Por essa razão se justificaria a punição para que Bolsonaro pagasse os custos da produção com o próprio salário.

“A saúde pública está sendo exposta a um risco gravíssimo. Recorremos à Justiça porque não há estudo científico que comprove a eficácia dos medicamentos”, finalizou Contarato.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado (26). Segundo informações de populares, o...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para recolherem garrafas de cerveja descartadas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!