24.7 C
Serra
sábado, 18 de janeiro de 2020

Casa é grande, mas só cabe um

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) intensificou com força suas andanças na Serra. Toda semana, o PDT faz reuniões em bairros, em que Vidigal é a ‘estrela’ do show. Publicamente, ainda faz joguinho de esconde-esconde, mas nos bastidores está escancarado para quem quiser ver: é candidatíssimo a prefeito da Serra.

Para atingir esse objetivo, Vidigal tem muitos adversários, mas o ex-prefeito sabe quem ele tem que ‘atropelar’ no curto prazo: o deputado licenciado e secretário estadual Bruno Lamas (PSB).

O PSB é partido grande, vai ter recursos dos fundos Partidário e Eleitoral, têm militância de rua, tem movimento de juventude (segmento em que Vidigal é deficitário), além de ser o partido que governa o Estado, por meio de Renato Casagrande, que se resolver entrar de cabeça na eleição, pode emprestar todo o seu poder de influência para mexer no tabuleiro.

Por isso, Vidigal quer tomar de assalto o PSB, mas esbarra na família Lamas, que é um ‘problema’ para ele. Já se percebe um movimento de bastidor para ‘fritar’ Bruno, do qual Vidigal é um dos patrocinadores, de acordo com burburinhos de bastidor.

Lideranças alinhadas com o ex-prefeito têm dito por aí que Bruno não será candidato e que “a única solução” é abrir espaço na passarela para o PDT sambar. Ocorre que Bruno Lamas não é bobo e já percebeu o movimento de Vidigal.

Tanto é que em recente entrevista concedida ao TEMPO NOVO, o secretário estadual se posicionou vigorosamente e disparou: “A Serra está cansada de Vidigal”.

Bruno tem (pelo menos) duas cartas na manga: não tem rejeição alta – diferente de Vidigal – e não têm histórico de problemas judiciais, que é um ‘tendão de Aquiles’ para o ex-prefeito. A disputa pré-eleitoral já começou com força, e tanto Bruno como Vidigal sabem que têm um ao outro como seus adversários de curto prazo; isso visando o domínio de um polo político, o de Casagrande.

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!