21.8 C
Serra
quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Casa é grande, mas só cabe um

Leia também

Serranos participam de seletiva de Vôlei Adaptado em Vitória

Eles têm 50, 60 e até 70 anos, mas, com uma vitalidade de dar inveja em muito marmanjo por...

Ministério público pede perda de mandato e de direitos políticos para Geraldinho Feu Rosa

Vereador de primeiro mandato, Geraldinho pode ter que ficar cinco anos sem disputar as eleições

Erick Musso escreve um ciclo de independência da Assembleia e responsabilidade com o ES

Artigo de Opinião do Jornal Tempo Novo   Em meio a uma articulação para antecipar a eleição da mesa diretora, o...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) intensificou com força suas andanças na Serra. Toda semana, o PDT faz reuniões em bairros, em que Vidigal é a ‘estrela’ do show. Publicamente, ainda faz joguinho de esconde-esconde, mas nos bastidores está escancarado para quem quiser ver: é candidatíssimo a prefeito da Serra.

Para atingir esse objetivo, Vidigal tem muitos adversários, mas o ex-prefeito sabe quem ele tem que ‘atropelar’ no curto prazo: o deputado licenciado e secretário estadual Bruno Lamas (PSB).

O PSB é partido grande, vai ter recursos dos fundos Partidário e Eleitoral, têm militância de rua, tem movimento de juventude (segmento em que Vidigal é deficitário), além de ser o partido que governa o Estado, por meio de Renato Casagrande, que se resolver entrar de cabeça na eleição, pode emprestar todo o seu poder de influência para mexer no tabuleiro.

Por isso, Vidigal quer tomar de assalto o PSB, mas esbarra na família Lamas, que é um ‘problema’ para ele. Já se percebe um movimento de bastidor para ‘fritar’ Bruno, do qual Vidigal é um dos patrocinadores, de acordo com burburinhos de bastidor.

Lideranças alinhadas com o ex-prefeito têm dito por aí que Bruno não será candidato e que “a única solução” é abrir espaço na passarela para o PDT sambar. Ocorre que Bruno Lamas não é bobo e já percebeu o movimento de Vidigal.

Tanto é que em recente entrevista concedida ao TEMPO NOVO, o secretário estadual se posicionou vigorosamente e disparou: “A Serra está cansada de Vidigal”.

Bruno tem (pelo menos) duas cartas na manga: não tem rejeição alta – diferente de Vidigal – e não têm histórico de problemas judiciais, que é um ‘tendão de Aquiles’ para o ex-prefeito. A disputa pré-eleitoral já começou com força, e tanto Bruno como Vidigal sabem que têm um ao outro como seus adversários de curto prazo; isso visando o domínio de um polo político, o de Casagrande.

Comentários

Mais notícias

Ministério público pede perda de mandato e de direitos políticos para Geraldinho Feu Rosa

Vereador de primeiro mandato, Geraldinho pode ter que ficar cinco anos sem disputar as eleições

Erick Musso escreve um ciclo de independência da Assembleia e responsabilidade com o ES

Artigo de Opinião do Jornal Tempo Novo   Em meio a uma articulação para antecipar a eleição da mesa diretora, o presidente da Assembleia Legislativa, Erick...

Rotina: jovem é assaltada na Serra às 4h da manhã indo trabalhar

https://youtu.be/Lo_QtrFaxyg Assaltos a pontos de ônibus e a qualquer hora do dia. Quem mora em Nova Carapina II está tendo que conviver com este problema...

Onda de roubos e arrombamentos deixa Manguinhos aterrorizado

A comunidade de Manguinhos está aterrorizada. Isto porque somente de março a novembro já foram mais de quarenta casas e comércios arrombados na vila...

Você também pode ler

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!