• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados
30.2 C
Serra
quinta-feira, 04 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados

Carga com mais de 18 mil garrafas de cerveja é apreendida na Serra

Leia também

Vereadores abrem CPI para investigar empresa que fatura milhões explorando área pública de graça

Em conjunto, os 23 vereadores da Serra oficializaram uma Comissão Especial de Inquérito (CEI – que é semelhante a...

Pandemia piorou violência contra mulher, idoso e criança na Serra

Neste terceiro bloco da entrevista concedida ao Tempo Novo na última segunda feira (veja o primeiro e o segundo...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A apreensão aconteceu no posto da PRF na Serra. Foto: Divulgação

Mais de 18 mil garrafas de cerveja foram apreendidas na Serra no posto da Policia Rodoviária Federal. A apreensão foi feita pelos auditores fiscais da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e o destino da bebida era uma empresa laranja que fica no estado do Rio de Janeiro.

No total, foram apreendidas 18.144 mil garrafas e a ação aconteceu nesta quinta-feira (21) pela manhã. A mercadoria apreendida encontra-se retida pela Receita Estadual. O valor da autuação é de, aproximadamente, de R$ 76.531,40.

A carga estava sendo transportada com uma nota fiscal de origem no Estado de Sergipe. “Ao analisarmos o documento fiscal em posse do motorista, imediatamente solicitamos a diligência na empresa do Rio de Janeiro. Foi constatado, porém, que ela é uma empresa laranja, criada somente para realizar este tipo de fraude”, informou via assessoria de imprensa o auditor fiscal da Receita Estadual Walker Ricardo Pinto, que participou da ação.

“É comum esse tipo de simulação: os criminosos emitem uma nota fiscal para outro Estado, como se a carga estivesse somente de passagem pelo Espírito Santo, mas a mercadoria é efetivamente distribuída aqui, sonegando recursos públicos e atrapalhando a livre concorrência, pois essa mercadoria chega com um preço mais baixo no mercado capixaba”, acrescentou o subgerente Fiscal e auditor fiscal, Lucas Calvi, via assessoria de imprensa.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!