28.7 C
Serra
sábado, 22 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Câmara promoverá audiência pública para debater emaranhado de fios e cabos em postes na Serra 

Leia também

Serra terá dois novos pontos de testagem de Covid-19 | Confira

Diante do crescente número de casos positivos de Covid-19 registrados nos últimos dias, a procura por testes aumentou e...

Avanço explosivo da Ômicron adoece 1.550 pessoas na Serra em 24h

A circulação da variante Ômicron em território capixaba tem causado um aumento explosivo de novos casos da Covid-19 na...

Serra volta para risco moderado e pode sofrer restrições devido ao avanço da Covid-19

Devido ao aumento de casos de coronavírus e mortes causadas por complicações da Covid-19, a Serra voltou a ser...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Situação de postes, em Parque Residencial Laranjeiras, maior polo comercial da Serra. Foto: Divulgação

Quem anda pelas ruas da Serra já observou em algum ponto da cidade a quantidade de fios caídos de postes em vias públicas. Além de promover poluição visual, há ainda o problema dos fios que ficam pendurados e na maioria das vezes, é quase impossível saber quem é o dono da “bagunça”, se é a concessionária de energia elétrica ou as empresas de telefonia.

Pensando em mudar esta realidade, a Câmara da Serra promoverá uma audiência pública sobre ‘Poluição por Cabeamentos e Redes Inativas’, na terça-feira (30), às 14 horas, na Câmara da Serra, na Serra sede. À frente da iniciativa está o vereador Anderson Muniz.

De acordo com o vereador, durante seu trabalho diário, tem se deparado com diversas reclamações tanto de moradores da região de Praia II, quanto de moradores de diversos outros bairros da cidade.

Anderson Muniz é o proponente da audiência pública. Foto: Divulgação

“Este é um assunto corriqueiro e sempre sem resolução, sobretudo pelo descaso de concessionárias de Serviços Públicos, em especial a EDP Escelsa. É desorganização de fiação nos postes de energia elétrica, assim como, fios caídos nas ruas, pendurados fora das especificações exigidas por lei, colocando em risco pedestres, ciclistas, motociclistas e a população em geral”.

Anderson disse que foram convidadas a participar da audiência a Anatel, EDP Escelsa, Empresas de Telecomunicações, lideranças comunitárias e o Poder Executivo. “Temos que pensar juntos para que possamos construir soluções aceitáveis de melhorias para a cidade da Serra”.

A audiência também é aberta aos moradores da Serra. “É o morador da Serra que está na linha de frente desse processo e convive diariamente com este caos que se tornou o emaranhado de fiações desconhecidas e poluidoras das nossas comunidades”.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!