• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados
26.8 C
Serra
sábado, 23 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados

Câmara aprova mais duas comissões processantes contra Audifax

Leia também

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...

Jair Reis, morador antigo de Jacaraípe, morre por complicações da Covid-19

A pandemia de coronavírus fez a Serra perder mais um ilustre morador. Trata-se de Jair Reis que não resistiu...

Contarato diz que chefe do Ministério Público atua como ‘advogado de Bolsonaro’

O posicionamento considerado ‘omisso’ do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sobre a conduta de Jair Bolsonaro na crise sanitária...
Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

A Câmara conta agora com seis comissões processantes. Foto: Arquivo TN

Mais duas comissões processantes foram instaladas na Câmara da Serra nesta segunda-feira (6) para investigar supostos atos de improbidade administrativa por parte do prefeito Audifax Barcelos (Rede). Uma das comissões tem como membros os vereadores Quelcia Fraga (PSC), Stefano Andrade (PHS) e Robinho Gari (PV). Outra conta com Cabo Porto (PSB), Cleusa Paixão (PMN) e Ericson Duarte (Rede). 

Com isso, totalizam-se oito comissões processantes na Câmara, e outras duas devem ser aprovadas na próxima quarta-feria (8), durante a sessão ordinária. Cada comissão tem 60 dias para concluir os trabalhos, que podem resultar na cassação do mandato do prefeito. A

s comissões, um total de oito, se fundamentam em denúncias feitas pelo morador de Central Carapina, Daniel Ribeiro Luz. Segundo o denunciante, os atos teriam sido praticados durante o exercício financeiro 2016, quando a administração teria cometido oito atos considerados ilícitos e que servem como base para a abertura das comissões.

Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!