22.7 C
Serra
terça-feira, 11 de agosto de 2020

Caldeira assume a Presidência da Câmara, muda equipe e deve rever contratos

Leia também

Retorno das aulas presenciais preocupa autoridades do Estado

Autoridades políticas criticam o anúncio do governo do Estado de que deve retornar as aulas, após o período de...

Opinião: professora diz que retorno às aulas é irresponsabilidade e vai expor profissionais e alunos ao coronavírus

* Fabíola dos Santos Cerqueira | Professora de Sociologia da rede estadual * Hilton Dominczak | Sociólogo Nos últimos cinco meses, desenvolvemos Pesquisas...

Vereadores da Serra adiam votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)

Após entrar em pauta para votação nesta segunda-feira (10), o projeto de lei contendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Com a decisão do Tribunal de Justiça validando sua eleição como presidente da Câmara da Serra, Rodrigo Caldeira (Rede) iniciou nesta sexta-feira (16) as primeiras medidas da sua gestão. Ele exonerou servidores comissionados ligados à Mesa Diretora anterior, cuja presidente, vereadora Neidia Maura (PSD), encontra-se afastada, e nomeou pessoas de sua confiança para os cargos como superintendente e procurador.

A decisão tem como relator o desembargador Robson Luiz Albanez sobre o pedido de reconsideração feito por um grupo de vereadores, que buscavam legitimar a eleição ocorrida em julho. Foi apreciada na noite desta quinta-feira (15), e a mudança permite a permanência de Caldeira na Presidência até o final de 2018 e vem no momento em que se discute na Câmara a antecipação das eleições internas. 

Rodrigo Caldeira foi procurado durante esta sexta-feira para se posicionar sobre sua atuação à frente da Mesa, mas não atendeu ao telefone celular.

O atual vice-presidente da Mesa, Aecio Leite (PT), disse que não devem promover grandes mudanças na Casa. “Não muda muita coisa, respeitamos o Executivo e o prefeito é quem vai dar o norte de como será a relação com o Legislativo”, pontuou.

Aecio acrescentou que entre as primeiras medidas a serem adotadas nas próximas semanas estão a suspensão de alguns pagamentos e análise minuciosa dos contratos da Câmara. 

 

Comentários

Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Mais notícias

Opinião: professora diz que retorno às aulas é irresponsabilidade e vai expor profissionais e alunos ao coronavírus

* Fabíola dos Santos Cerqueira | Professora de Sociologia da rede estadual * Hilton Dominczak | Sociólogo Nos últimos cinco meses, desenvolvemos Pesquisas com alunos do Ensino Médio...

Vereadores da Serra adiam votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)

Após entrar em pauta para votação nesta segunda-feira (10), o projeto de lei contendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2021 foi retirado da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!