32.4 C
Serra
terça-feira, 07 de abril de 2020

Audifax convoca mais 68 guardas e destaca: “há 10 anos, eram 450 homicídios no ano, hoje caiu para 150”

Leia também

Instituto prevê chuva e vento forte na Serra

Após dias de muito calor, o restante da semana dos capixabas devem ser de chuva e ventos fortes nas...

Tire suas dúvidas sobre o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal

O governo começa a pagar na quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Audifax e os futuros agentes da Guarda Civil Municipal. Foto: divulgação.

Na manhã dessa segunda-feira (10) ocorreu o evento de início da formação da terceira turma da guarda municipal da Serra. Serão mais 68 agentes que vão reforçar o efetivo do município, chegando a 170 homens e mulheres, no total. O prefeito Audifax Barcelos compareceu ao evento para parabenizar os futuros agentes, ele ainda comentou sobre a situação do funcionalismo público no Brasil e destacou avanços na área da segurança.

Ao todo, os aprovados vão receber capacitação em disciplinas relativas ao policiamento comunitário, sistema de segurança pública, técnicas de defesa pessoal, direitos humanos, mediação de conflitos, sociologia, noções de Direito e primeiros socorros, entre outras.

Estabilidade e servidores públicos

“Existe uma discussão muito grande em torno da estabilidade do serviço público – eu sou funcionário público, em dezembro acaba minha função política e em janeiro vou retornar a Vitória, pois sou economista efetivo da Prefeitura de lá. Estou desde 1982 na área pública; e sabe o que eu sinto falta em uma parte do serviço público? A visão de servir, nós estamos aqui para servir a população, geralmente a mais pobre, a que mais precisa, digo isso, mas ressalto que não são todos os servidores, a maioria trabalha bem”, avaliou o prefeito.

E completou: “É essa falta que eu queria colocar, não podemos perder essa visão de servir, não ao prefeito, mas servir a população, tem que ter paixão por isso,
eu já trabalhei na iniciativa privada, as vezes converso com minha equipe e pergunto: ‘quem aqui já trabalhou na iniciativa privada?’… poucos levantam as mãos. Na iniciativa privada você trabalha para perspectiva de um interesse privado, geralmente para fazer alguém ganhar lucro. Mas aqui (serviço público) estamos para dar o que temos de melhor a quem mais precisa. Tem que ter o coração, a alma e uma mentalidade de servir”, disse Audifax.

Segurança pública na Serra

O prefeito ainda citou os dados de homicídios da Serra que saiu do patamar de 450 mortes há dez anos, para 130 em 2019.

“Tivemos avanços grandes, éramos os campeões de homicídios há dez anos, eu tinha vergonha disso; 2008 foram 450 assassinatos, batíamos quase 130 o índice por 100 mil habitantes, era o pior do Brasil. Mas fruto de trabalho coletivo, com a Polícia Civil, Militar, Ministério Público, PMS, todo mundo se envolvendo para avançar, saímos de 450 para 130 mortes por ano, é algo inédito”.

Por fim, Audifax elogiou o trabalho feito pela delegacia de Homicídios da Serra, a DHPP, sob comando do delegado Rodrigo Sandi Mori: “a DHPP da Serra é exemplo para o Brasil; pois a questão do combate a impunidade, fez diminuir muito a ação dos criminosos. Acho pouco provável no Brasil ter uma delegacia com índice de apuração de casos com mais de 75%, sendo que a média nacional é 10%”.

Comentários

Mais notícias

Tire suas dúvidas sobre o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal

O governo começa a pagar na quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico)...

Está proibido corte por inadimplência de alguns serviços essenciais durante pandemia

Sabemos que esse período de isolamento tem sido necessário para que possamos reduzir a curva de propagação do vírus. Trabalhadores e empresários vêm sofrendo,...

Prefeitura diz que moradores podem denunciar comércios abertos por telefone

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a abertura de comércios considerados não essenciais está proibida na Serra e em outras cidades capixabas. Mesmo...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem