Articulação de centro direita avança para eleição de 2020 na Serra

Liberais na economia, conservadores nos costumes e defensores da Lava Jato, é com este pano de fundo que uma frente supra partidária localizada no espectro da centro-direita avança na Serra.

0
Articulação de centro direita avança para eleição de 2020 na Serra
No último dia 05 de setembro, a nova diretoria do Pros foi empossada.

Liberais na economia, conservadores nos costumes e defensores da Lava Jato. É com este pano de fundo que uma frente supra partidária localizada no espectro da centro-direita avança na Serra. A intenção é lançar um candidato que represente uma coalizão única, ou ramificar em até duas candidaturas.

Podem estar juntos PRB de Erick Musso, PL do ex-senador Magno Malta, Pros do médico Gustavo Peixoto e PSDB de Vandinho Leite, entre outros partidos, como o PSL que mantém diálogo aberto com o grupo. Essa frente suprapartidária conta com três nomes para a disputa de prefeito: Peixoto e Vandinho já citados, além do deputado Alexandre Xambinho (atual Rede, com convite para o PRB).

Segundo Gustavo Peixoto, o Pros tem realizado conversas frequentes com os demais partidos no sentido de estabelecer um eixo de centro direita na eleição da Serra, além do mais, comentou a aproximação com o PSDB: “As chances [de parceria] são grandes. Muitos pensamentos em comum”, resumiu.

O deputado Vandinho Leite conversou com a reportagem sobre o processo de escolha de um nome para representar o grupo e se acredita que as conversas caminham para uma aliança. “Acredito que sim. Tenho dialogado com Gustavo Peixoto e temos ideias que convergem, já que nosso perfil é conservador na política, mas liberal na economia. Sobre as pré-candidaturas, neste momento é natural que se coloquem nomes e que se discuta a cidade; é um movimento político. Por isso não tem necessidade de matar nenhuma candidatura neste momento”, avaliou.

Um dos articuladores da frente, Flávio Serri foi procurado pela reportagem e disse que  o grupo vai se fortalecer para uma disputa com caciques da Serra. “Vamos iniciar em outubro um movimento para ouvir a cidade em plenárias e no inicio de 2020 iniciar a construção de um plano de governo para a Serra, pilotado pelo Pros e pelo deputado Xambinho. Pros e Republicanos estão consolidados e conversando com outros partidos. Xambinho está construindo uma pré-candidatura e quer ser candidato pela Rede, onde foi eleito vereador e deputado. Só sai da Rede se não tiver legenda; nesse primeiro momento o PRB é segundo plano. Xambinho deve procurar a Rede para falar da intenção de disputar a Prefeitura da Serra. Paralelo a isso vamos fazer reuniões e montando chapas, e dialogando com os republicanos. Com Vandinho e PSDB podemos ter convergência em primeiro turno ou em segundo”, explicou.

O encontro contou com a presença de lideranças de outros municípios, como o vereador de Laranja da Terra, Gilson Gomes Filho, que fez uso da palavra. “Tenho ouvido discursos recentes de ‘virar a página’, mas prefiro outro caminho, sou de reconhecer o valor dos últimos atores políticos da serra, mas de reconhecer também o legítimo direito de novos atores surgirem, especialmente Gustavo, um médico, empreendedor e extremamente apaixonado pela cidade”, avaliou.

Comentários