20.3 C
Serra
sábado, 06 de junho de 2020

Após sair do PP, vereador quer voltar ao partido para disputar eleição

Leia também

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Guto saiu do PP, mas se arrependeu. Foto: Jansen Lube/Secom PMS

Após travar uma batalha judicial para garantir sua filiação à Rede, em 2018, o vereador Guto Lorenzoni agora quer fazer o caminho de volta. Ele procurou a direção estadual do PP para tentar retornar aos quadros do partido, onde disputaria a reeleição em 2020.

Lorenzoni foi um dos caciques do PP por 17 anos, sendo o presidente municipal da legenda, onde foi eleito vereador por duas vezes. A proposta de ir para a Rede, em 2018, tinha como objetivo disputar as eleições para deputado federal com a chancela do prefeito Audifax Barcelos. Na disputa Guto obteve 23.598 votos, não sendo eleito e ainda enfrentou uma ação do partido na Justiça Eleitoral, e teve seu mandato ameaçado.

O vice-presidente estadual do PP, Marcos Marinho Delmaestro, confirmou que foi procurado por Lorenzoni, mas destacou que a decisão sobre o seu retorno ao partido cabe à direção municipal.

Jamir Malini disse que não quer Guto de volta. Foto: Divulgação

O presidente municipal, Jamir Malini, disse que o partido não tem interesse na sua volta. “Primeiro porque deixou o partido em uma situação deselegante; a Justiça deu ganho de causa a ele, mas infelizmente a atitude dele foi desrespeitosa com o partido e com a bandeira que o partido prega, de lealdade, fidelidade. Ele foi desleal com o partido”, avaliou Jamir.

Malini disse ainda que Guto poderia ter sido candidato no PP, se tivesse o sonho de ser candidato, tanto a estadual quando a federal.

“Mas [Guto] foi na ilusão de ir para a Rede para ser o candidato de Audifax. Depois que deu errado quer voltar. Aqui não tem isso, se quisesse sair numa boa poderia ter conversado e pedido a liberação, mas ele tomou outros caminhos e chegou a ir à Justiça. A gente não tem intenção de que ele volte; queremos montar um novo modelo na Serra, com novos candidatos, porque a população está almejando novos candidatos, pessoas capacitadas para que possamos ter uma Câmara bem ajustada de acordo com a Serra vem desenvolvendo”.

Guto não foi localizado pela reportagem para comentar o assunto.

Comentários

Mais notícias

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente do coronavírus. Isso porque já...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!