• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
Paralisação no Transcol:

Após paralisação dos rodoviários, ônibus do Transcol ficam superlotados na Serra

Leia também

Festival apresenta 12 atrações musicais capixabas de diferentes estilos e linguagens

Doze atrações musicais capixabas com performances que entregam grito por diversidade e liberdade. E mais: dança, rock, fala, hip...

De mochilão e bicicleta, amigos vem pedalando da Argentina para conhecer belezas da Serra

Imagine conhecer o litoral brasileiro dando muitas pedaladas? Uma aventura e tanto, não é? Em busca da liberdade e...

Com investimento de mais de R$ 2 milhões, Fapes abre inscrições para bolsistas

Um investimento de R$ 2,1 milhões será destinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Ponto de ônibus em bairro da Serra: aglomerações ocorreram devido o movimento do Sindirodoviários. Foto: Divulgação

Logo após causar transtornos na vida de milhares de capixabas, a paralisação promovida por rodoviários do sistema Transcol deixaram estes passageiros em um risco ainda maior de contágio do coronavírus. A situação ocorre devido à demanda reprimida, já que os coletivos começaram a circular apenas às 9 horas desta terça-feira (13).

Na Serra, por exemplo, quando o movimento chegou ao fim, filas imensas foram registradas nas paradas de bairros da cidade, além de superlotação dentro dos próprios veículos. Em Serra Dourada II, houve filas imensas e pessoas afirmam que ficaram esperando por mais de uma hora um ônibus que ainda tivesse espaço para novos passageiros.

Conforme informado pelo TEMPO NOVO, capixabas foram pegos de surpresa com a ausência de ônibus do Transcol nas cidades da Grande Vitória no início da manhã de hoje. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Espírito Santo (Sindirodoviários) decidiu paralisar toda a frota do Transcol e, inclusive, deixou funcionários da saúde sem ônibus.

O Governo do Estado, que havia paralisado a circulação dos ônibus do Transcol durante duas semanas devido o agravamento da pandemia de coronavírus, decidiu retornar com os coletivos nesta terça-feira – o que não aconteceu devido o protesto que começou por volta das 4 horas.

Em conversa com a reportagem, sindicalistas afirmaram que não anunciaram a paralisação com antecedência para evitar que o Governo do Estado conquistasse decisões judiciais que impedissem a paralisação.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!