24.7 C
Serra
domingo, 28 novembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Ao custo de R$ 397 mil, prefeitura vai reconstruir muro para tentar conter avanço do mar em praia da Serra

Leia também

Capixaba mostra tudo e faz a pole em competição nacional entre feras do automobilismo

O capixaba Anaylson Rui, o Liu, mostrou tudo que sabe fazer e foi pole em competição nacional entre feras...

Perfeição da natureza! Tartaruga cabeçuda desova na praia de Jacaraípe | Veja vídeo

  A natureza é perfeita. Na noite da última sexta-feira (26) uma tartaruga da espécie Caretta Caretta encantou quem passou...

Projeto abre mil vagas para cursos profissionalizantes sem mensalidade na Serra

O projeto Juventude Ativa abriu inscrições para mil vagas de cursos profissionalizantes da etapa de dezembro/janeiro de 2022. O...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

Problema ocorre há anos em Marbella, na região de Nova Almeida. Foto: Saulo Alves

Tentando conter o avanço do mar sobre a orla de Marbella, na região de Nova Almeida, a Prefeitura da Serra vai gastar R$ 397 mil para construir, mais uma vez, um muro de arrima no entorno da Avenida das Américas. As obras, que já estão acontecendo, não agradaram muito a comunidade, já que segundo moradores, é somente um ‘enxuga-gelo’ e não funcionará, assim como em outras vezes. Conforme já noticiado pelo TEMPO NOVO, em apenas dois anos, foram três erosões grandes que acabaram destruindo parte da via.

A reportagem apurou que as obras – segundo detalhes da placa informativa colocada no local pela Secretaria Municipal de Obras – tiveram início no dia 1° de outubro. Apesar disso, populares dizem que algumas modificações já vinham sendo realizadas por lá. A empresa responsável pela construção do muro de arrima é Envix Engenharia LTDA. O valor total que será gasto na obra de é R$ 397 mil e o serviço deve ser concluído somente no fim do ano.

O morador da região, Saulo Alves, acompanha de perto o antigo problema. Ele afirma que não é a primeira vez que a prefeitura precisa intervir e construir esse muro e acredita que a solução não durará muito tempo.

“Isso é só mais um enxuga-gelo e não deve trazer efeitos positivos para a comunidade, já que daqui alguns meses parte da via será destruída mais uma vez. O muro caiu em janeiro de 2020 e foi reconstruído. Em maio do mesmo ano, cedeu de novo e as obras ainda seguem em andamento. Isso sem contar o ano passado”, destaca o popular.

Frequentadora de Nova Almeida, Elizangela de Souza, também cobra soluções permanentes, mas faz um alerta para moradores que constroem suas residências muito próximas a faixa de areia. “Eu gosto muito de Marbella e sempre curto ali com minha família, principalmente por conta das Falésias que não fantásticas. Acredito que a Prefeitura da Serra precisa parar de gastar dinheiro à toa com esse muro, que já ficou claro que não funciona e tomar uma atitude mais séria.”

Placa informativa mostra que prazo para término da reconstrução é de 90 dias. Foto: Saulo Alves

E continua: “A população também precisa entender que não dá para construir uma casa quase que dentro do mar. Se essas residências não tivessem ali, com toda certeza, a faixa de areia seria maior e evitaria esses estragos na avenida. O problema é que na Serra pode construir em qualquer lugar que ninguém fiscaliza e impede”, afirma a moradora.

Prefeitura nega que já tenha construído muro no local

Após a publicação dessa reportagem, a Prefeitura da Serra se pronunciou sobre as reclamações dos moradores. O Município negou que tenha construído o muro anterior, mas não explicou quem teria sido o responsável pelas obras.

“A Secretaria de Obras informa que o muro anterior não foi construído pela prefeitura, por isso está sendo substituído com estrutura e técnicas adequadas de construção”, disse por meio de nota.

Obra de engordamento

Em outubro de 2019, a Prefeitura da Serra prometeu que iria aumentar a faixa de areia de diversas praias da Serra, incluindo a de Nova Almeida, neste trecho de Marbella. A promessa da secretária de Meio Ambiente, Áurea Galvão, era de que as obras começariam no início de 2020, o que não aconteceu, já que o serviço foi iniciado apenas em julho deste ano.

No entanto, as obras vêm sendo realizadas apenas em Manguinhos e na Curva da Baleia. Até o momento, o Município não deu previsão de quando iniciará o ‘engordamento’ nos outros locais.

Vale lembrar que o aumento da faixa de areia não foi muito bem aceito entre ambientalistas da cidade, que chegaram a realizar um abaixo-assinado e até manifestações, mas afirmam que não foram ouvidos pela prefeitura. Segundo eles, entre outros problemas, caso haja a adição de areia no litoral, haverá soterramento dos corais, o que pode afetar a vida marinha do balneário.

Também na nota enviada pela reportagem, após a publicação dessa matéria, a prefeitura disse que as obras de engordamento de Marbella serão realizadas após conclusão do licenciamento junto ao Iema.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!