27.9 C
Serra
domingo, 16 de fevereiro de 2020

Ameaça de greve da PM é fake news, garante Associação de Cabos e Soldados

Leia também

Rede nacional diz que Serra vai ter candidato a prefeito e Audifax pode ser Governador

O Centro da Boa Convivência de Laranjeiras foi palco neste sábado (15) da Convenção Estadual da Rede Sustentabilidade. No...

Em evento concorrido, PSB confirma pré-candidatura de Bruno Lamas à Prefeitura da Serra

A Serra foi o município escolhido para o PSB do Espírito Santo dar o start oficial à sua Pr'é-campanha...

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Uma imagem tem circulado em grupos de redes sociais, principalmente em WhatsApp, e deixado os capixabas e serranos apreensivos. Trata-se de um anúncio de uma greve da Polícia Militar que começaria no dia 15 de novembro.

O TEMPO NOVO entrou em contato com a Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado do Espírito Santo (ACS-ES). A entidade disse, por meio de telefone, que a informação não procede, portanto trata-se de fake news.

A reportagem também procurou a Assessoria de Comunicação da Polícia Militar, e assim que a demanda for respondida será publicada neste espaço. Procuramos ainda a Secretaria da  Segurança Pública e Defesa Social do ES e assim que enviarem seu posicionamento publicaremos aqui.

+ Governo assume defasagem no salário da PM e promete aumentar para média nacional

O anúncio está circulando com o título ‘Vai parar – A Polícia Militar está sucateada’ e segue com o aviso à população de que a greve aconteceria no dia 15 de novembro, em resposta ao descaso do Governo do Estado. “Ninguém vai trabalhar em viatura sucateada, e haverá operação padrão dos que estiverem escalados. Vamos lotar os DPJs e não haverá polícias nas ruas”, diz o anúncio.

A imagem que está sendo enviada nos grupos de WhatsApp diz, ainda, para a população não ser pega de surpresa e estocar comida e água. “Não saia nas ruas, o governo vai falar que isso é boato, os oficiais não estão com a gente, quem trabalha nas ruas são os praças (soldados, cabos e sargentos’ e nós que vamos parar”, diz o anúncio.

Paralisação em 2017

Em fevereiro de 2017, o Espírito Santo viveu um verdadeiro caos, com 22 dias de paralisação da Polícia Militar. Na ocasião, os policiais militares pararam com a justificativa de que seus familiares estavam bloqueando as entradas das unidades da PM em todo o estado.

A ação provocou uma onda de violência em todas as cidades capixabas, com muitos assaltos, saques em comércio e mais de 200 assassinatos registrados no período. Foi necessária a intervenção das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança para por fim à paralisação.

Confira o cartaz da ameaça de paralisação:

Comentários

Mais notícias

Em evento concorrido, PSB confirma pré-candidatura de Bruno Lamas à Prefeitura da Serra

A Serra foi o município escolhido para o PSB do Espírito Santo dar o start oficial à sua Pr'é-campanha de 2020. Em um evento,...

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de alerta. Temem que a violência...

Feira de adoção de animais, promoções e samba agitam shopping no fim de semana

Poucas semanas antes da chegada do Carnaval, o capixaba que está à procura de preços baixos tem uma chance imperdível: o It Bazar +...

Evento de fortões em Guriri vai ter serranos participando

Neste sábado (15) vai ter Treinão Strong Show, em Guriri, às 15h, na praça Wilson Gomes, e vai ter serrano participando do evento. Um deles...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem