26.5 C
Serra
domingo, 19 de janeiro de 2020

Alunos da Apae encenam peças teatrais em shopping de Laranjeiras

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Alunos da Apae da Serra apresentarão duas peças: “Uma joaninha diferente” e “O ciclo sem fim”. Foto: Divulgação

Usuários da Apae Serra estarão em cena nos espetáculos “Uma joaninha diferente” e “O ciclo sem fim”, que serão apresentados gratuitamente nesta quarta-feira (21), às 15h30, no Shopping MontSerrat, em Laranjeiras, com entrada franca. A ação integra a programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, comemorada em todo o país com o objetivo de debater e refletir o dever da igualdade para inclusão.

Os usuários participam do projeto “Abram às Cortinas”, criado com o objetivo de trabalhar a inclusão social por meio da arte.

O projeto “Abram às Cortinas atendeu, no ano passado, 142 usuários acima de 18 anos com deficiência intelectual e múltipla. O projeto visa desenvolver principalmente a autonomia, independência e os principais processos mentais como o de atenção, percepção, memória e linguagem.

Os principais recursos utilizados são jogos teatrais, dinâmicas de grupo, dramatização e exercícios de improviso juntamente ao amplo leque de recursos da musicalização que contribuiu para a construção dos usuários, favorecendo a sensibilidade em relação não só a música como aos sons a nossa volta potencializando a percepção auditiva e visual.

Em “Uma joaninha diferente”, de Regina Célia de Melo, o público é convidado a refletir sobre as diferenças e os valores de cada pessoa.

Já “Ciclo sem fim” é uma jornada sobre resiliência e autoconhecimento. A montagem mostra que precisamos estar abertos a aprender com tudo que está em nossa volta – acertos, erros, conquistas e até com as derrotas.

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla 2019 acontece entre 21 e 28 de agosto, com a participação das mais de duas mil Apaes e Coirmãs do país, que farão uma grande mobilização para conscientizar a sociedade sobre a importância da inclusão e este ano apresenta o tema “Família e pessoa com deficiência, protagonistas na implementação das políticas públicas”.

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!