Aliados de Audifax e Vidigal quase saem no tapa em Jacaraípe

0
A vice da chapa de Audifax à reeleição, Márcia Lamas, conversa com Sandro de Jacaraípe, que acusa a equipe do prefeito de ter rasgado cartazes de Vidigal. Foto; Bruno Lyra
A vice da chapa de Audifax à reeleição, Márcia Lamas, conversa com Sandro de Jacaraípe, que acusa a equipe do prefeito de ter rasgado cartazes de Vidigal. Foto: Bruno Lyra

Bruno Lyra

Por pouco correligionários do prefeito Audifax Barcelos (Rede) e do deputado federal Sérgio Vidigal (PDT), ambos candidatos à Prefeitura da Serra, não saíram no tapa por volta das 12h desta quarta-feira (28). O desentendimento aconteceu no meio da rua, no bairro Capuba, região de Jacaraípe, onde a vice na chapa de Audifax, Márcia Lamas (PSB), fazia campanha junto a um grupo de apoiadores.

O fato ocorreu na avenida Hilda Bitencourt, quando algumas pessoas que estavam na comitiva de Audifax distribuindo cartazes para afixação em muros e fachadas encontrou com um grupo de moradores da região que apoiam a candidatura de Vidigal.  O grupo pró-Vidigal acusou o pessoal de Audifax de retirar e rasgar os cartazes da campanha do deputado, que tenta retornar à Prefeitura.

A situação gerou um bate boca entre pessoas dos dois grupos e, se não fosse a turma do ‘deixa disso’ de ambos os lados, a coisa tinha caminhado para as vias de fato. “O pessoal do Audifax está agredindo a gente na rua. A gente está colocando faixas com autorização dos moradores e eles vem atrás arrancando”, acusa o líder comunitário  Alessandro de Paula Sandro, o Sandro de Jacaraípe.

Este momento de maior tensão não foi presenciado por Márcia Lamas, que conversava com eleitores num ponto mais distante. Avisada sobre a situação, Márcia foi ao local para tentar apaziguar os ânimos.

“Estamos há vários dias em campanha e isso não tinha acontecido ainda. Vim aqui para mediar, acalmar. Cada um tem seu candidato e todos devem se respeitar. Não permito de forma nenhuma que minha equipe retire cartazes de outros candidatos e nem coloque do nosso sem autorização do morador”, garante Márcia.

Comentários