• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.690 casos
  • 967 mortes
  • 48.401 curados
25 C
Serra
terça-feira, 13 abril - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.690 casos
  • 967 mortes
  • 48.401 curados
De novo?

Água ‘imunda’ da Cesan revolta moradores de Manguinhos que ameaçam acionar a Justiça

Leia também

CPI dos Maus-Tratos irá ouvir homem suspeito de golpear cadela com facão na Serra

O homem suspeito de dar golpes de facão na cabeça de uma cadela na Serra será ouvido pela CPI...

Em apenas 24 horas, Serra perde mais 11 moradores para o coronavírus e atinge 967 óbitos

Um dado estarrecedor do pico da pandemia causada pelo coronavírus – em maio de 2020– voltou a assombrar os...

Serra começa a vacinar policiais e guardas municipais contra o coronavírus nesta quarta

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria de Saúde da Serra (Sesa), iniciará a vacinação dos trabalhadores da força...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Cesan voltou a enviar água suja para moradores da Serra. Foto: Divulgação

A Companhia Espírito-santense de Saneamento (Cesan) voltou a enviar água suja e fedorenta para residências situadas na Serra. Desta vez, a situação ocorreu num dos principais balneários da cidade: Manguinhos. Os moradores do bairro estão impedidos de realizarem atividades simples como cozinhar, tomar banho e lavar roupa e querem acionar a Justiça. Logo pela manhã, nesta quarta-feira (24), a água enviada pela empresa às torneiras da região estava totalmente escura, com cor e cheiro de barro.

Vídeos recebidos pela reportagem do TEMPO NOVO mostram a gravidade do problema. Em um deles, um morador mostra a coloração marrom do líquido essencial para a vida humana. De acordo com residentes da região, essa não é a primeira vez que a Cesan envia água imprópria para consumo ao bairro, mas nesta quarta, a situação chegou ao limite.

Além de ser um bairro residencial, Manguinhos também atrai milhares de turistas todos os anos. Durante a pandemia causada pelo coronavírus, o número de visitantes diminuiu, mas ainda segue alto. Comerciantes da região podem ser duramente prejudicados caso o problema persista por mais dias, já que dependem do uso da água, principalmente restaurantes e quiosques.

De acordo com a liderança comunitária do bairro, Guilherme Lima, os moradores pretendem acionar a Justiça contra a Cesan devido à qualidade do envio da água. Ele afirmou que a população não pode ser obrigada a pagar pelo consumo do dia de hoje, já que a água sequer pode ser utilizada.

“É falta de respeito com as pessoas. Um absurdo. Não é a primeira vez que isso ocorre, mas com certeza foi a pior situação presenciada. A água está totalmente suja, imunda e com odor forte de barro. O uso é totalmente impossível. Essa é qualidade do serviço prestado. A comunidade de Manguinhos está revoltada”, desabafou o presidente da Associação de Moradores.

Lima ainda explicou que irá se reunir com os moradores para que a comunidade se decida se irá ou não acionar a Justiça contra a Cesan. “A maioria pretende entrar com uma ação, mas a associação não decide pelos moradores. Nós vamos ouvir a comunidade e, caso isso seja decido, iremos processar a empresa solicitando o desconto por esta quarta-feira”, salientou.

Conforme já informado diversas vezes pelo TEMPO NOVO, essa não é a primeira vez que a Cesan envia água imprópria para o consumo. Dessa vez, no entanto, o problema ocorre em um bairro nobre da cidade. Anteriormente, a situação já vinha sendo registrada em diversas comunidades, principalmente na região de Serra Sede.

No dia 14 de janeiro, moradores de Serra Sede denunciaram problema semelhante. Na ocasião, a Cesan admitiu erro e pediu que a população não consumisse o líquido recebido.

Em 2019, houve problemas crônicos nesse sentido. E na época a Cesan – que é paga pelos moradores para o tratamento de água e esgoto se negou a dar explicações. Na maioria das vezes, os bairros afetados são atendidos pelo sistema Reis Magos, implementado há pouco mais de três anos. Porém, Manguinhos não está nesta lista, já que recebe água vinda do Rio Santa Maria.

A reportagem acionou a Cesan para cobrar explicações sobre o envio da água suja, mas a empresa não se manifestou até a finalização deste texto. Caso a companhia envie um retorno sobre as reclamações dos contribuintes, este texto será atualizado com a nota.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!