Xambinho vota contra convocação em CPI que investiga renovação de licença em Tubarão | Portal Tempo Novo

Serra, 20 de julho de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Meio Ambiente

Serra, 8 de julho de 2019 às 14:00

Xambinho vota contra convocação em CPI que investiga renovação de licença em Tubarão

Por Bruno Lyra
[email protected]

Membro da CPI das licenças, que investiga a renovação das autorizações ambientais de Vale e ArcelorMittal, o deputado estadual Alexandre  Xambinho (Rede), deu uma força às siderúrgicas. O político serrano votou contra a convocação do promotor do Ministério Público Estadual, Marcelo Lemos, e do procurador da República André Pimentel para deporem na CPI. Tanto Marcelo quanto André ajudaram a construir o Termo de Compromisso assinado em 2018 que redundou na renovação da licença da Vale.

Marcelo também foi partícipe, na condição de representante do Ministério Público, de outro Termo de Compromisso assinado em 2017 pela Vale. Nele a mineradora se compromete a retirar o minério que descartou por décadas na praia de Camburi. E um dos destinos possíveis desses rejeitos é uma área licenciada dias depois pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) aos pés do Mestre Álvaro na Serra.

Com o voto do deputado Xambinho, o requerimento de autoria do também deputado Sérgio Majesky (PSB) foi derrubado. A atitude de Xambinho surpreendeu, pois a Serra sofre impactos da poluição de Tubarão, apesar da maior parte dos tributos municipais pagos pela siderurgia ir para Vitória. 

Inclusive há duas semanas o bairro Praia de Carapebus recebeu uma chuva de pó brilhante vindo do Complexo de Tubarão. Em sua justificativa para impedir a convocação do promotor e procurador à CPI, Xambinho disse que não era o momento para isto. 




O que você acha ?

Como você avalia os 6 primeiros meses de Contarato no Senado?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por