25.7 C
Serra
terça-feira, 18 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Você sabia que cães e gatos podem ter doenças hormonais?

Leia também

Velório e sepultamento de Hermes Scardini será nesta quarta (19)

Está marcado para esta quarta-feira (19), a partir das 7h30, no cemitério Jardim da Paz, em Alterosas, o velório...

Cadela é encontrada esquartejada em possível ritual de magia negra na Serra

Uma cena forte, um crime cruel e bárbaro marcou o final da tarde desta terça-feira (18) dos moradores de...

Serra ultrapassa 85 mil casos de Covid-19; 1.061 foram registrados nas últimas 24h

De segunda (17) para terça-feira (18) a Serra registrou 1.061 novos casos de Covid-19. De acordo com dados do...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Ganho ou perda de peso em excesso pode ser sinal de doença hormonal. Foto: Divulgação
Ganho ou perda de peso em excesso pode ser sinal de doença hormonal. Foto: Divulgação

As endocrinopatias (doenças hormonais) em cães e gatos não são tão raras assim como se suspeita. Está presente em 50% dos animais com mais de seis anos e pode ocorrer em filhotes e jovens também.

As causas são variáveis, vão desde iatrogênicas (provocadas, seja por excesso de medicamentos ou de determinado alimento), as congênitas (o pet nasce com a doença) e as adquiridas (ele desenvolve a doença ao longo dos anos).

Vários tutores relatam que já levaram seus pets a inúmeros médicos veterinários seja por um problema de pele ou pela mudança repentina de peso, e que mesmo com todo o tratamento instituído pelos profissionais não ocorre melhora significativa nos animais. Por isso é tão importante estar atento à possíveis doenças endócrinas, pois elas podem ser o motivo daquela doencinha que não melhora no seu animal e não foi diagnosticada ainda.

As doenças endócrinas mais frequentes são: diabetes, hipertireoidismo, hipotireoidismo, hiperadrenocorticismo, hipoadrenocorticismo e alterações hormonais sexuais. Elas são causadas por uma disfunção em uma ou varias glândulas endócrinas no corpo do seu mascote levando ao aumento ou diminuição de hormônios.

Os hormônios são importantes pois são responsáveis por controlar o metabolismo, o crescimento, a reprodução, além de atuarem na adaptação dos animais ao meio ambiente.

 Patricia Ribeiro de Oliveira é pós graduanda em Endocrinologia de Cães e Gatos e médica veterinária das clínicas Mvet Popular e Climev Laranjeiras.
Patricia Ribeiro de Oliveira é pós graduanda em Endocrinologia de Cães e Gatos e médica veterinária das clínicas Mvet Popular e Climev Laranjeiras.

Animais com doenças endócrinas apresentam dentre outros sinais, muita sede e muita urina, apetite exagerado, ganham ou perdem peso em excesso, apresentam aumento do tamanho da barriga, sonolência, preguiça, tremores, lesões na pele constantes.

As doenças endócrinas não diagnosticadas e não tratadas podem matar seu cão ou gato pois comprometem órgãos vitais como rins, coração, fígado, músculo, ossos e articulações, cérebro, visão, pele e demais órgãos.

Caso seu animal apresente alguma das alterações descritas de forma constante, está na hora de procurar um médico veterinário que tenha conhecimento na área de endocrinologia.

 

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!