• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Você sabia que amanhã (5) é o Dia Mundial de Higienização das Mãos? Entenda melhor

Pandemia trouxe à tona a importância da lavagem das mãos, prática que pode evitar inúmeras doenças

Leia também

Com investimento de mais de R$ 2 milhões, Fapes abre inscrições para bolsistas

Um investimento de R$ 2,1 milhões será destinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo...

Efeitos da vacina? Jacaré tenta curtir uma praia, mas causa alvoroço em balneário da Serra

Procurada por quem gosta de belezas naturais e bastante tranquilidade, a Praia de Carapebus teve uma manhã agitada por...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Além da Covid, inúmeras outras doenças podem ser evitadas com a lavagem de mãos, como, por exemplo, a diarreia, a gripe, parasitoses, conjuntivite, escabiose (sarna) e herpes simples. Foto: Freepik

Nesta quarta-feira, 5 de maio, data instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para celebrar o Dia mundial de Higienização das Mãos, seremos lembrados, mais uma vez, sobre a importância desse hábito simples que tem o poder de proteger o corpo humano contra várias doenças.

“Lavar as mãos salva vidas. Esse é o maior lema de qualquer controlador de infecção hospitalar”, frisa a infectologista da Unimed Vitória Ana Carolina D’Ettorres.

O cenário de pandemia tornou ainda mais essencial o lembrete de que é necessário lavar as mãos constantemente. No entanto, com ou sem pandemia, esse costume deve fazer parte da rotina das pessoas. Além da Covid, inúmeras outras doenças podem ser evitadas com a lavagem de mãos, como, por exemplo, a diarreia, a gripe, parasitoses, conjuntivite, escabiose (sarna) e herpes simples.

A lavagem de mãos adequada deve durar de 20 a 30 segundos pelo menos. “Importante lembrar que a higienização de mãos envolve todas essas áreas, não basta só jogar o álcool ou a água de qualquer forma e achar que está correto. Devemos incluir as regiões entre os dedos, pontas dos dedos, dorso da mão e punho”, alerta a especialista.

A higienização de mãos adequada é feita com água e sabão ou álcool. Caso exista alguma sujidade visível nas mãos, só o álcool não resolve, e será preciso lavar com água e sabão também. “Com a pandemia, a gente viu a importância que tem a higienização de mão na cadeia transmissora da doença. Esse gesto tem papel fundamental no controle da infecção”.

Já no ambiente hospitalar a lavagem das mãos evita a transmissão de germes multirresistentes. Quando o médico lava as mãos, quebra a cadeia de transmissão de bactérias de um paciente para o outro. Tanto profissionais de saúde quanto a população devem ficar sempre atentos. A higienização das mãos é, junto com o uso de máscaras, a medida mais preventiva contra a Covid-19 disponível no momento.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!