21.8 C
Serra
segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Vidigal negocia com PT e PSL no mesmo palanque para tentar ser prefeito pela 4º vez

Leia também

Empresas abrem vagas de emprego com preferência para moradores da Serra

A semana começa recheada de oportunidades de emprego para quem mora na Serra e também em outras cidades da...

Serra ultrapassa os 19 mil casos confirmados e já possui 532 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste...

Ao oficializar em cartório a não-reeleição, Vandinho cita prefeito de Colatina: “se tornou referência”

Desde que anunciou oficialmente que não vai disputar a reeleição - caso seja eleito prefeito da Serra, o candidato...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Pré-candidato a prefeito da Serra pela 7º vez em 28 anos, Sérgio Vidigal (PDT) trabalha um arco de aliança amplo. Confirmados no palanque estão: o PDT, PSD, Solidariedade e o PSL; e agora, Vidigal busca o PT. De acordo com aliados do ex-prefeito foram feitas reuniões entre os partidos e há uma tendência de fechamento com o partido de Lula.

Entre os motivos está a possibilidade de ter campanha eleitoral na TV – fato inédito na Serra, com isso Vidigal teria a maior cota de tempo, já que PT e PSL possuem as maiores bancadas federais, que é o critério de rateio.

No Espírito Santo, o PSL é liderado pelo deputado coronel Quintino e está dentro do arco de alianças do Governador Renato Casagrande (PSB). O PDT também faz parte desse mesmo grupo partidário em nível estadual, fato que ajudou no alinhamento entre as duas siglas.

O PT lançou a pré-candidata Fernanda Souza, que tem agradado a militância petista. Ainda há indefinições no QG petista sobre manter ou não Fernanda na disputa. Vidigal já teria inclusive lançado uma propostas para o PT, que de acordo com fonte de bastidores, não agradou a maioria.

As cartas estão na mesa e a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em conceder canais de TV para propaganda eleitoral na Serra é um dos fatores que podem pesar nesse arranjo. Com PT e PSL no palanque, estima-se que o ex-prefeito poderá ter até 50% do tempo disponível, e o restante seria dividido para cerca de nove candidatos.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Serra ultrapassa os 19 mil casos confirmados e já possui 532 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de 19 mil moradores...

Ao oficializar em cartório a não-reeleição, Vandinho cita prefeito de Colatina: “se tornou referência”

Desde que anunciou oficialmente que não vai disputar a reeleição - caso seja eleito prefeito da Serra, o candidato Vandinho Leite (PSDB) tem sido...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!