22 C
Serra
terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Vidigal e Contarato são contra ‘farra’ dos agrotóxicos de Bolsonaro

Leia também

Regional da Nair, Tunico da Vila e DJ’s agitam Manguinhos no sábado

Neste sábado (25) vai ter muito samba no Enseada Beach, em Manguinhos, a partir das 14 horas. Trata-se do...

Serra abre vagas para cuidador com salário de R$ 1.039

Está aberto o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos estudantes com deficiência...

Jiu-jítsu, caratê e shows encerram programação da Arena Procon

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe, mas até esta quarta-feira (22), último dia de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Vidigal e Contarato se declaram contra a liberação de agrotóxicos. Foto: Divulgação

Com a liberação de mais 51 agrotóxicos antes proibidos, confirmados no Diário Oficial desta terça-feira (22), o Brasil registra neste ano 290 novos pesticidas que passaram a ser permitidos entre janeiro e julho de 2019. A movimentação, que recebeu críticas de muitos setores organizados, será tema de uma audiência pública do ex-prefeito e deputado federal, Sérgio Vidigal (PDT), que defende a revisão das liberações. Faz coro a ele o senador Fabiano Contarato (Rede), que aguarda decisões da Justiça sobre o tema.

O encontro vai entrar na agenda da Câmara dos Deputados após o recesso parlamentar. “É uma situação preocupante e o debate se faz necessário, pois impacta seriamente nossa saúde e o meio ambiente. Vamos cobrar do Governo Federal explicações sobre essa decisão de liberar agrotóxicos proibidos em vários lugares do mundo e propor medidas que busquem reverter a situação”, comentou Sérgio Vidigal.

Vidigal tem sido um forte crítico do Governo Bolsonaro. Membro da Comissão na qual tramitou a Reforma da Previdência, ele chegou a defender a inconstitucionalidade do projeto. Em plenário, o ex-prefeito votou contra a Reforma, a qual ele diz que vai impactar os mais pobres.

Em contato com a reportagem do Tempo Novo, o senador Fabiano Contarato também criticou a permissão de agrotóxicos e disse que, juntamente com membros do PV, vai adotar medidas para conter a onda de liberação.

“Considero muito elevada essa liberação. Temos denunciado isso no Senado por meio da Comissão de Meio Ambiente, que presido. Das ações em andamento, há uma ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental) no Supremo Tribunal Federal, iniciativa do Partido Verde, para contestar as liberações. Aguardamos a apreciação pela Corte. Também temos acompanhado as ações do Tribunal de Contas da União (TCU), que faz o controle externo e apura essa situação. Então, da nossa parte, há uma movimentação contrária”.

Segundo dados divulgados pelo Greenpeace, do total de 290 tipos de agrotóxico liberados, 41% são altamente tóxicos. Destes, 32% são proibidos na União Europeia. Segundo dados da ONU, os agrotóxicos são responsáveis pelo surgimento de doenças como o mal de Parkinson e o câncer. 

A reportagem solicitou informações ao Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) sobre o uso de agrotóxicos em território capixaba, mas até o fechamento desta edição não houve retorno.

Comentários

Mais notícias

Serra abre vagas para cuidador com salário de R$ 1.039

Está aberto o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos estudantes com deficiência nas unidades de ensino da...

Jiu-jítsu, caratê e shows encerram programação da Arena Procon

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe, mas até esta quarta-feira (22), último dia de funcionamento, ainda tem muita programação,...

Mutirão para impedir novo surto de dengue na Serra

Com a possibilidade de enfrentar um novo surto de dengue este ano, a Prefeitura da Serra está mobilizando funcionários das unidades básicas de saúde...

Manutenção da EDP vai deixar bairros da Serra sem energia nesta semana

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito Santo irá realizar uma manutenção...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!