27.1 C
Serra
quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Vidigal diz que vai votar a favor de PEC que pode reconduzir Lula a prisão

Leia também

Norte Sul é interditada e trânsito fica caótico na Serra

Um trecho da rodovia Norte Sul, próximo ao Terminal de Carapina, foi interditado na Serra. Isso fez com que...

Estado prorroga pré-matrícula em escolas públicas ate o dia 19

A Secretaria da Educação (Sedu) prorrogou o prazo para a Pré-Matrícula na Rede Estadual para até o próximo dia...

Café com negócios para mulheres hoje a noite em Laranjeiras

Hoje (11) às 19h acontece o Happy Hour com Ideia para mulheres empreendedoras no prédio da Unip, em Laranjeiras....
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Vidigal é membro da CCJ, que avalia a PEC 410-18. Foto: Divulgação

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal pode votar hoje (11) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 410/18, que deixa clara, no texto constitucional, a possibilidade da prisão após condenação em segunda instância. Que na prática pode reverte a recente decisão do STF que acarretou na soltura de políticos, como o ex-presidente Lula.

Membro titular da CCJ, o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT-ES) disse que irá votar favorável à Proposta. De acordo com Sérgio Vidigal, esta medida vai possibilitar celeridade aos julgamentos e comenta que o sistema jurídico do Brasil tem muitos recursos, o que resulta na prescrição de muitos casos.

“A Justiça no Brasil é muito lenta e isso possibilitaria mais celeridade ao julgamento. E também reduziria a possibilidade de processos irem para a prescrição, já que teria uma celeridade maior nos seus julgamentos”, defendeu Vidigal.

Caso seja aprovada, será criada uma comissão especial para analisar a proposta e, em seguida, será submetida à votação em Plenário. “O meu voto, tanto na CCJ como no Plenário, será um voto favorável à condenação em segunda instância”, reiterou o deputado.

A votação da emenda constitucional é uma resposta à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), na qual o réu só pode ser considerado culpado após o trânsito em julgado (quando se esgotam todos os recursos). Essa decisão alterou um entendimento da Corte adotado desde 2016.

Apesar do ex-presidente Lula estar no epicentro dessa polêmica, Vidigal preferiu não tocar no assunto. Vale lembrar que o PT da Serra está próximo do ex-prefeito, que já está a todo vapor em campanha pré-eleitoral.

Comentários

Mais notícias

Estado prorroga pré-matrícula em escolas públicas ate o dia 19

A Secretaria da Educação (Sedu) prorrogou o prazo para a Pré-Matrícula na Rede Estadual para até o próximo dia 19. A publicação foi feita...

Café com negócios para mulheres hoje a noite em Laranjeiras

Hoje (11) às 19h acontece o Happy Hour com Ideia para mulheres empreendedoras no prédio da Unip, em Laranjeiras. O evento, que será no...

Gabi da Serra e do Timão é eleita melhor meia do Brasileirão feminino

Gabriella Zanotti, a Gabi está há mais de um ano vestindo a camisa do Corinthians e este ano foi o destaque do clube. Em...

Maquiadora vai sortear em parceria com o TN combo de procedimentos estéticos

As festas de final de ano estão chegando. E quem não quer ficar bonita e atraente para passar os festejos em grande estilo?! A...

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!