Vereador derruba sessão e deixa ex-prefeito irritado

0
foto 4
Câmara da Serra. Foto: Arquivo TN

Após um acordo visando aumentar a produtividade da Casa no segundo semestre, os vereadores esvaziaram duas sessões e não aprovaram sequer uma proposta esta semana, segunda-feira (10) e quarta-feira (12). Nos corredores da Câmara, comenta-se que os vereadores teriam derrubado ambas as reuniões para evitar a votação das contas do ex-prefeito Sérgio Vidigal (PDT), exercício 2011, que estava em pauta e que foram aprovadas sem ressalvas no Tribunal de Contas do Espírito Santo (TC-ES).

Em função disso, a Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, presidida pelo vereador Aldair Xavier (PTB), optou por acompanhar o relatório do TC-ES.

“Avaliei o esvaziamento das sessões como uma postura amadora, após uma conversa de adulto que tivemos na semana passada”, disse Xavier.

O vereador Marcos Tongo (SD) explicou a ausência na reunião. “Estava no meu gabinete despachando e quando me dirigia ao plenário, fui surpreendido com os vereadores no corredor, afirmando que a sessão havia caído. Não fiz nem participei desta articulação”, disse.

Através da assessoria de imprensa, Sérgio Vidigal disse que lamenta a atitude de alguns vereadores, em uma clara tentativa de politizar a análise de suas contas relativas ao período em que comandou o Executivo municipal, em 2011.

Vidigal lembra que o dever da Câmara Municipal é analisar o parecer do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TC-ES), cuja orientação é pela aprovação, sem ressalvas.

 

 

Comentários