24.1 C
Serra
quarta-feira, 05 de agosto de 2020

Vandinho e Iriny protagonizam embate sobre homenagem a Jean Wyllys e líder do MST

Leia também

Ao custo de R$ 40 milhões, construção da nova Rotatória do Ó é iniciada na Serra

Com um investimento de R$ 40 milhões, a construção da nova Rotatória do Ó foi iniciada nessa semana em...

Desenhar tem sido fuga para menino autista de 13 anos superar pandemia da Covid-19

A arte tem sido a fuga de um menino portador de autismo que mora na Serra para enfrentar a...

Após 14 meses, Ceturb segue sem prazo para consertar “teto” escorado no Terminal de Carapina

Já se passaram 14 meses que a Ceturb instalou uma estrutura de andaime para escorar uma viga do teto...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Vandinho e Iriny polarizam sobre indicações de Wyllys e Stédille. Fotos: Ellen Campanharo.

E continua rendendo as homenagens na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Vandinho Leite (PSDB) e sua colega de plenário, Iriny Lopes (PT) se engalfinharam na tribuna da Casa durante a semana. Os motivos são as honrarias propostas pela petista ao ex-deputado do PSOL Jean Wyllys e a João Pedro Stédille, um dos fundadores do MST. Vandinho e mais sete deputados apresentaram um requerimento para derrubar a indicação de ambos ao título de Cidadão Espírito-santense e a comenda Domingos Martins.

Para o TEMPO NOVO, Vandinho questionou a “legitimidade” das indicações, uma vez que segundo ele, nenhum dos dois (Wyllys e Stédille) teriam feito “nada de relevante” para o Espírito Santo; condição “necessária” para se receber as honrarias.

“Este tipo de coisa só causa desgaste a Assembleia. Estamos aqui trabalhando para criar emprego, para fazer a economia girar, e vem uma deputada e coloca isso aqui dentro da Casa. Duas figuras questionáveis, que nada fizeram de relevante para o Estado. Não podemos deixar, porque senão, daqui a pouco estão homenageando qualquer um e as honrarias capixabas passam a não fazer sentido. Por isso vamos derrubar isso”, disparou.

Vandinho e mais sete deputados na última terça-feira(11), apresentaram um requerimento para que as indicações de Iriny fossem apreciadas pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa.

No mesmo dia, Iriny subiu a tribuna e se pronunciou sobre o tema. “Trata-se de um desgaste desnecessário para a Assembleia Legislativa, que sai do episódio com a imagem de intolerante e desrespeitosa à representatividade e atuação de suas parlamentares”. Iriny defendeu que as indicações são democráticas e precisam ser respeitadas como uma forma “justa e correta” para “respeitar as diversidades”. “Tudo aqui que nega diversidade é antidemocrático, é agressivo e autoritário, não podemos conviver numa sociedade onde a diferença é reconhecida e respeitada (…) duas pessoas honestas, descentes e com serviços prestados. Eu não me intimido nem com palavras nem com gestos porque acredito de verdade na democracia”. Completou a deputada.

Comentários

Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Mais notícias

Desenhar tem sido fuga para menino autista de 13 anos superar pandemia da Covid-19

A arte tem sido a fuga de um menino portador de autismo que mora na Serra para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Guilherme...

Após 14 meses, Ceturb segue sem prazo para consertar “teto” escorado no Terminal de Carapina

Já se passaram 14 meses que a Ceturb instalou uma estrutura de andaime para escorar uma viga do teto do Terminal de Carapina, na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!