25.8 C
Serra
quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Vale ganha prazo para explicar pó vermelho no ar entre Vitória e Serra

Leia também

Uma tonelada de ração para animais vítimas das chuvas no interior

Uma tonelada de ração será enviada para os animais dos municípios do interior do estado que foram atingidos pelas...

Erick Musso convoca deputados para aprovar pacote de ajuda para os atingidos pela chuvas

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), deve convocar o plenário extraordinariamente, na próxima segunda-feira (27), atendendo...

Pele Morena e congo encerram as atividades da Arena Procon hoje (22) em Jacaraípe

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe nesta quarta-feira (22). Além das atividades que duram...

Poluição vermelha vista da praia de Camburi em Vitória na tarde da última segunda (13). Foto: Divulgação

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) deu prazo até sexta-feira (17) para a Vale explicar o pó vermelho que lançou no ar na última segunda feira (13) a partir do Complexo de Tubarão, localizado entre Vitória e Serra.

A poluição foi avistada de diferentes pontos da Grande Vitória na tarde da última segunda e chamou atenção por ser mais intensa do que o pó preto visível que é lançado pelas atividades siderúrgicas em Tubarão. Em nota, o Iema disse que a Vale tem 96 horas para protocolar um relatório, explicando as causas do problema e as ações para corrigi-lo, incluindo medidas para impedir que volte a acontecer. No mesmo relatório, a empresa tem que detalhar quais foram as conseqüências da fumaça vermelha.

Ainda de acordo com o órgão estadual, a Vale teria feito comunicado do ocorrido às 14h e 26 do último dia 13 de janeiro e informado que a emissão durou pouco mais de dois minutos. Por fim, o Iema disse que só após a apresentação do relatório deverá decidir se pune a empresa.

Também por nota, a Vale reconheceu o problema. Disse que as causas estão sendo apuradas. Informou que a fumaça foi resultado da emissão de particulados (pó) numa das usinas da Unidade de Tubarão. A mineradora afirmou também que  tomou imediatamente todas as medidas para interromper a emissão e comunicou aos órgãos competentes. A empresa ressalta que monitora continuamente suas operações, de forma a inibir a emissão de particulados.

 

 

Comentários

Mais notícias

Erick Musso convoca deputados para aprovar pacote de ajuda para os atingidos pela chuvas

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), deve convocar o plenário extraordinariamente, na próxima segunda-feira (27), atendendo ao pedido do governador Renato...

Pele Morena e congo encerram as atividades da Arena Procon hoje (22) em Jacaraípe

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe nesta quarta-feira (22). Além das atividades que duram o dia todo, vai ter...

Sede recebe palestras sobre história e ciclo folclórico da Serra

Acontecem nesta quarta-feira (22) às 18h no auditório da Câmara Municipal, duas palestras promovidas pela Associação Comercial e Empresarial da Serra Sede (Acess) ....

Festival de Doces com quindim gigante em Nova Almeida

O Festival de Doces que acontece no fim da próxima semana, na Praça dos Pescadores, em Nova Almeida tem a mão da ex-vereadora e...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem