28 C
Serra
quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Supercorredor capixaba é de Jardim Carapina

Leia também

Magia do circo é tema da Império de Fátima no Carnaval de Vitória

Falta menos de um mês para o Carnaval de Vitória e as escolas de samba já estão com os...

Rosas de Ouro leva homenagem ao congo para o Sambão do Povo

Falta menos de um mês para o Carnaval de Vitória e as escolas de samba já estão com os...

Serra dá primeiro passo para conquista do hepta  

O Serra Futebol Clube dará o primeiro passo para buscar o heptacampeonato capixaba neste sábado (25), às 15h, contra...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Ultramaratonista. Marcos Ladislau percorreu 217 quilômetros em pouco mais de 40h entre Minas Gerais e São Paulo e foi o único representante do ES na corrida. Foto: Edson Reis

Por Thiago Albuquerque

Enquanto muita gente tem preguiça de andar 100 metros, um serrano anda 217 quilômetros em 40h49min. O feito aconteceu na Ultramaratona Brazil 135+ Ultramarathon, a mais difícil do Brasil. O percurso passa na região montanhosa da Serra da Mantiqueira, que cruza os estados de São Paulo e Minas Gerais. Ele foi o único representante do Espírito Santo no campeonato e com isso se qualificou para participar de competições pelo mundo afora.

Quem é esse serrano? Marcos Ladislau, 33 anos, Técnico de Segurança do Trabalho, do bairro Jardim Carapina. Ele entrou na modalidade há dois anos e já brilha muito. O motivo que o fez entrar no esporte é o que muitos vivem, o sedentarismo. “Era sedentário, e depois de incentivo de amigos na empresa comecei a correr. Hoje é parte fundamental da minha vida, me ajuda nas questões do dia a dia”.

Em pouco tempo ele carrega na bagagem um primeiro lugar na Dupla Mista, desafio Morro do Moreno; um 5º lugar na categoria 24h dos fuzileiros navais; 2º no Geral Desafio das Serras, dupla masculina, ombro a ombro; um 4º na 12h do Exército 38°Bl e um 9º Masculino BR 135.

A modalidade dele, a ultramaratona, é uma corrida que tem os percursos acima das distâncias de uma maratona, ou seja, mais de 42 quilômetros. E seus treinos nunca são iguais: para cada prova um estilo de preparação diferente. Na sua alimentação, o forte são os carboidratos.

Nas competições futuras, Marcos têm a BadWater, onde aguarda resposta se vai ser aceito na campeonato. Isso porque atletas do mundo inteiro enviam pedidos, mas apenas 100 são escolhidos para participar. A BadWater é a Ultramaratona mais difícil do mundo, segundo Marcos, e acontece no Vale da Morte, na Califórnia. Se não for aceito, ele fara as 24 horas dos fuzileiros navais e vai tentar também ir na Cassino Ultra Racer, que são 230km na areia.

O atleta não tem patrocínio e quem quiser ajudar o contato é o 9 9915-9382. O instagram dele para quem quiser seguir os passos do atleta é o @mvladislau.

Comentários

Mais notícias

Rosas de Ouro leva homenagem ao congo para o Sambão do Povo

Falta menos de um mês para o Carnaval de Vitória e as escolas de samba já estão com os preparativos a todo a vapor....

Serra dá primeiro passo para conquista do hepta  

O Serra Futebol Clube dará o primeiro passo para buscar o heptacampeonato capixaba neste sábado (25), às 15h, contra o Real Noroeste. A partida...

Concurso Musical agita praça de Nova Almeida no fim de semana

O final de semana de Nova Almeida também terá o Concurso Musical Canta Serra que contará a participação de 50 concorrentes. Será nos dias 07,...

Baiana ganha palcos do ES com axé e samba

Dona de uma voz marcante e encantadora a cantora Andréa Nery, baiana de Santo Antônio de Jesus já ganhou o coração dos capixabas com...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem