22.6 C
Serra
segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Serrana Deborah Medrado brilha no Pan e retorna ao Brasil com ouro

Leia também

Serra está há dois dias sem registrar mortes causadas pelo coronavírus, diz Estado

Mesmo seguindo na liderança do número de mortes causadas pela Covid-19 no Espírito Santo, a Serra não registra moradores...

Candidatura de Bruno Lamas é teste de popularidade do Governo nas eleições 2020

Os resultados das eleições de novembro, na Serra, podem ser a resposta do povo às ações do Governo do...

Políticos capixabas lamentam marca dos 100 mil mortos por coronavírus no Brasil

Políticos de todo o país manifestaram preocupação com o avanço do número de mortos em decorrência da Covid-19. O...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Deborah (ao centro) com suas treinadoras. Foto: Ricardo Bufolin-CBG

Para manter a tradição em Jogos Pan-americanos, o Brasil subiu ao pódio da Ginástica Rítmica em Lima, no Peru, onde acontece a maior competição das Américas. E o talento de uma serrana foi fundamental para a ginástica brasileira brilhar no Pan.

É Deborah Medrado Barbosa, de 17 anos. Ela foi a capitã da equipe brasileira de ginástica rítmica e, logo em sua estreia nessa competição, brilhou com a medalha de ouro. Foi durante a apresentação do conjunto, ao lado de Beatriz Silva, Camila Rossi, Deborah Medrado, Nicole Pircio e Vitória Guerra, que formaram a seleção brasileira que foi ao Pan.

O lugar mais alto no pódio foi na prova mista (três arcos e dois pares de maças). Deborah também garantiu dois bronzes: um na disputa de Conjunto/Geral e outra com 5 bolas. Ela mora em Aracaju, capital de Sergipe, onde treina e se prepara para as competições com a seleção brasileira de ginástica.

Apresentação da seleção no Peru. Foto: Ricardo Bufolin-CBG

“Foi uma experiência única. Sempre sonhei em participar dessa competição e ainda quando conquistei a medalha de ouro, passou um filme na cabeça. De todos os treinos, todo o esforço e que tudo valeu a pena. Um sonho que foi realizado”, comemora Deborah.

Mas se engana quem acha que o Pan já é o bastante para a ginasta capixaba medalha de ouro em Lima. Daqui a duas semanas, Deborah vai em busca de novas conquistas para o Brasil ao lado de suas companheiras da seleção.

“Temos duas copas do mundo: uma em Kazan, na Rússia, e outra em Portimão, Portugal. Depois, vem o Mundial Pré-Olímpico, que será em Baku, no Azerbaijão”, conta Deborah.

Natália Gaudio

Nas disputas da ginástica rítmica no individual, outra capixaba se destacou no Pan, em Lima. Foi a veterana Natália Gaudio. Na disputa do Individual Geral, a atleta conquistou o bronze.

Comentários

Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Mais notícias

Candidatura de Bruno Lamas é teste de popularidade do Governo nas eleições 2020

Os resultados das eleições de novembro, na Serra, podem ser a resposta do povo às ações do Governo do Estado durante a pandemia do...

Políticos capixabas lamentam marca dos 100 mil mortos por coronavírus no Brasil

Políticos de todo o país manifestaram preocupação com o avanço do número de mortos em decorrência da Covid-19. O governador Renato Casagrande (PSB) usou...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!