• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.308 casos
  • 701 mortes
  • 33.807 curados
26.6 C
Serra
sábado, 23 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.308 casos
  • 701 mortes
  • 33.807 curados

Serra volta para risco moderado e estabelecimentos comerciais sofrem restrições

Leia também

Serra ultrapassa as 700 mortes por coronavírus e já registra 35.308 casos

A Serra já registra mais de 35.308 casos confirmados e 701 mortes causadas pelo coronavírus. As informações foram divulgadas...

ES vai receber 35,5 mil doses da vacina exportada da Índia e menos de 2 mil serão da Serra

Após fracassadas tentativas de trazer a vacina de Oxford ao Brasil, o governo federal conseguiu viabilizar, juntamente com a...

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Cidade possui mais de 24 mil casos confirmados de coronavírus na Serra. Foto: Gabriel Almeida

Com um significativo crescimento diário nos casos confirmados e óbitos causados pelo coronavírus, a Serra voltou a ser classificada como risco moderado para a transmissão do coronavírus. Na prática, o comércio em geral fica livre de restrições, mas bares e restaurantes terão que diminuir o horário de funcionamento. A decisão foi tomada pelo Governo do Estado no último fim de semana, quando a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) realizou mudanças significativas no Mapa de Risco e 35 municípios capixabas foram classificados como Risco Moderado.

Além dos bares e restaurantes – que poderão funcionar até às 22 horas de segunda a sábado e até às 16 horas no domingo – eventos corporativos também voltam a ter restrições na cidade. Agora, há limitação para no máximo 300 pessoas nesses locais. Vale destacar que escolas podem funcionar normalmente, mas cumprindo as determinações impostas pela Saúde. Na Serra, apenas unidades escolares estaduais e particulares estão funcionando. As municipais só voltam em 2021. A decisão do Estado já havia sido noticiada pelo TEMPO NOVO no dia 27 de novembro (veja vídeo no final da matéria).

Na cidade, já são 24.287 moradores que foram infectados pelo coronavírus, 590 mortos e 23.139 considerados curados da doença. Também existem outros 32.290 pacientes com suspeita. No momento, eles aguardam os resultados dos exames já realizados. A Serra é a segunda cidade com mais óbitos por Covid-19 no Espírito Santo. Além disso, também é o segundo município com mais contaminados.

O que é o Mapa de Risco?

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO MODERADO: Água Doce do Norte, Águia Branca, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Barra de São Francisco, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Conceição da Barra, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guarapari, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itapemirim, Linhares, Mantenópolis, Marilândia, Piúma ,Presidente Kennedy, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã, Serra, Vargem Alta, Viana, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO BAIXO: Afonso Cláudio, Alegre, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Castelo, Conceição do Castelo, Guaçuí, Ibatiba, Itaguaçu, Itarana, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Marataízes, Marechal Floriano, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, Sooretama, Venda Nova do Imigrante e Vila Pavão.

Assista o pronunciamento do governador Casagrande: 

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!