• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.183 curados
26.1 C
Serra
domingo, 17 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.186 curados

Serra terá marcação de consulta on-line em 90 dias, diz Vidigal

Leia também

ES recebe 1,5 milhão de seringas para vacinação contra a Covid-19

Chegou ao Estado na manhã deste sábado (16), a primeira remessa de 1,5 milhão de seringas que serão utilizadas...

Advogado mata adolescente que tentava assaltar mulher na Serra

Um adolescente foi morto, na tarde desta sexta-feira (15), ao tentar assaltar uma mulher na avenida Talma Rodrigues Ribeiro,...

Prefeitura fiscaliza bares para flagrar aglomeração e conter Covid-19 na Serra

Pensando em conter o avanço do coronavírus e conscientizar a população, a Prefeitura da Serra está intensificando ações de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Moradores costumam enfrentar longas filas nas unidades de saúde da Serra. Foto: Divulgação

Umas das principais dificuldades enfrentadas por moradores da Serra que dependem do sistema público de saúde são as imensas filas para conseguir marcar uma simples consulta em unidades de saúde de bairros da cidade. E para tentar solucionar de vez esse antigo problema, o prefeito eleito, Sérgio Vidigal (PDT), prometeu que irá implantar o sistema para agendamento on-line de consultas em até 90 dias, contando a partir do dia 1° de janeiro, quando assumirá o seu mandato.

Na prática, o morador poderá marcar uma consulta na unidade de saúde mais próxima pelo aplicativo, sem ter que sair de casa. Atualmente, o sistema para agendamento de consultas funciona de forma presencial e os pacientes costumam esperar de madrugada nas portas dos postos de saúde que abrem às 7 horas. Durante a campanha eleitoral, Vidigal criticou a gestão atual por conta das longas filas.

De acordo com o prefeito eleito, dentro de 90 dias, a Serra será digitalizada. “A primeira ação é digitalizar a cidade. Dentro de 90 dias nós vamos digitalizar a Serra. Vamos dar oportunidade ao morador para ele marcar, através de aplicativo, seu exame, matricular seu filho, acompanhar o andamento dele na escola, solicitação de serviço na prefeitura”, disse Vidigal, que também destacou outras medidas que serão tomadas.

Ainda segundo ele, pela internet, o morador também poderá solicitar o serviço de tapa buraco de ruas e avenidas da cidade. “(Serão) serviços diversos, desde operação de tapa buraco como de repente ser atendido pelo Procon da Serra”, informou.

Vidigal anuncia retomada de concurso da Serra com 1.150 vagas e salários de até R$ 3 mil

Sérgio Vidigal foi eleito prefeito da Serra com 54% dos votos válidos. Foto: Divulgação

O concurso público municipal da Serra – que foi lançado neste ano e suspenso por conta da pandemia causada pelo coronavírus – será continuado pela gestão do prefeito eleito, Sérgio Vidigal (PDT).  Ao todo, serão 1.150 vagas para 69 cargos de todos os níveis de escolaridade, com salários que vão de R$ 937,19 a R$ 3.497,77. No entanto, devido a Covid-19, ainda não há uma data para que isso ocorra.

A confirmação de que o concurso não será cancelado foi feita pelo próprio prefeito. De acordo com Vidigal, o mesmo edital publicado pela Prefeitura da Serra no início do ano será mantido. “A prefeitura publicou, no início do ano, um edital e vamos mantê-lo depois da pandemia. Lembrando que não é para ampliar o número de pessoal, mas para ocupar os cargos em designação temporária”, afirmou o prefeito eleito por meio de nota. Nos últimos dias, internautas questionaram sobre a continuação ou não do certame.

Conforme já informado anteriormente pelo TEMPO NOVO, o concurso teve que ser suspenso por conta da pandemia de Covid-19, mas não chegou a ser cancelado. Em matéria publicada pelo jornal no dia 5 de novembro, a gestão de Audifax Barcelos informou que não tinha uma data específica para a aplicação de provas e disse ainda que o dinheiro de taxa pago pelos participantes não seria devolvido “em hipótese alguma”.

Foram dois valores cobrados na hora da inscrição: taxa de R$ 65 para nível fundamental e médio e de R$ 85 para nível superior. Vale lembrar que as inscrições para o concurso já foram encerradas. A reportagem questionou a assessoria de imprensa de Sérgio Vidigal para saber se haverá reabertura de vagas e aguarda retorno.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!