• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados
22.9 C
Serra
quinta-feira, 04 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.410 casos
  • 767 mortes
  • 40.067 curados

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Leia também

Festival Voadora terá 12 shows autorais com destaques da música capixaba  

Cento e oitenta e seis projetos foram inscritos para o processo de seleção do Festival Voadora, cujas apresentações acontecem entre...

Detran implanta exame teórico digital na Ciretran Serra Sede e facilita vida de moradores

O município da Serra receberá mais uma Sala de Exames Teóricos digital do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito...

Vereador defende regulamentação do serviço de mototáxi na Serra

  Por meio do Projeto Indicativo de Lei 43/2021, o vereador Pablo Muribeca (Patriota) defende a regulamentação do serviço de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Idosa sendo vacinada em Nova Almeida. Foto: Gabriel Almeida | Jornal Tempo Novo

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o coronavírus. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), seguindo as determinações do Ministério da Saúde, está vacinando apenas profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 e idosos residentes de Instituições de Longa Permanência (ILPI).

Até o final da tarde desta sexta-feira (22), a Prefeitura da Serra pretende vacinar mais 140 pessoas do grupo prioritário. Segundo informações da Sesa, equipes de vacinação já percorreram oito ILPIs, 13 Unidades de Saúde, além do monitoramento em hospitais do município. Vale destacar que nesta primeira fase as equipes estão se deslocando até o público-alvo da campanha para realizar a imunização.

Conforme informado pelo TEMPO NOVO, o Município iniciou a vacinação contra o coronavírus na segunda-feira em evento realizado pelo Governo do Estado e Prefeitura. Na ocasião, cinco trabalhadores da área da saúde foram contemplados com a primeira dose da Coronavac, vacina produzida pelo Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Já na quarta-feira (20), a Serra iniciou a campanha em lares de idosos.

O evento de lançamento ocorreu em Nova Almeida no Instituto Franciscano. A primeira idosa da cidade a ser vacinada foi a Maria Brito de Jesus, de 106 anos. Após a aplicação, a moradora da instituição disse que agora pretende casar. O prefeito Sergio Vidigal acompanhou de perto e classificou o dia como “histórico”.

“Inicialmente estamos trabalhando com alguns grupos prioritários no processo de vacinação. São pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas, aquelas que estão em alguma instituição de longa permanência. Além deles, os deficientes que também estão nesses locais. No caso dos trabalhadores da saúde, são os que estão na linha de frente. Que estão trabalhando em hospitais”, disse a secretária da Saúde, Sheila Cruz, em conversa com o TEMPO NOVO.

Segunda etapa

Idosos e outras pessoas que fazem parte do grupo de risco, mas não estão em casas de longa permanência e atuando nos hospitais, serão vacinados somente na segunda etapa, que ainda não tem previsão para ser iniciada. Para essa nova fase, a Prefeitura da Serra vai imunizar os moradores em 38 unidades de saúde, além de utilizar outros pontos estratégicos, que ainda serão definidos.

De acordo com secretária de Saúde, o Município pretende utilizar a marcação de consultas on-line para a segunda etapa. “Tendo o número de doses em suficiência para o público da segunda etapa temos o planejamento da vacinação ocorrer nas unidades básicas de saúde e possivelmente em alguns locais estratégicos para a gente evitar aglomerações. Também estamos trabalhando para o agendamento on-line ocorrer”, disse Sheila.

Sobre o aplicativo para agendamento, a secretária acrescentou que o sistema será de forma híbrida. “Queremos utilizar também ferramentas tecnológicas para as pessoas que tem acesso ao serviço. Nós vamos fazer um sistema hibrido. Um sistema onde aquelas que não têm condições de utilizar a tecnologia poderão procurar a unidade de saúde e poder ter a aplicação de vacina”, enumerou.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!