26.6 C
Serra
domingo, 16 de fevereiro de 2020

Serra já registrou nove princípios de afogamento em 2020

Leia também

Rede nacional diz que Serra vai ter candidato a prefeito e Audifax pode ser Governador

O Centro da Boa Convivência de Laranjeiras foi palco neste sábado (15) da Convenção Estadual da Rede Sustentabilidade. No...

Em evento concorrido, PSB confirma pré-candidatura de Bruno Lamas à Prefeitura da Serra

A Serra foi o município escolhido para o PSB do Espírito Santo dar o start oficial à sua Pr'é-campanha...

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Guarda-vidas observam banhistas em Praia de Carapebus no último dia 13 de janeiro. Foto: Bruno Lyra

Até o último dia 13 de janeiro a Serra registrou nove princípios de afogamentos em praias e lagoas da cidade. Segundo o dado mais atual disponibilizado pela Prefeitura da Serra, até o último dia 13 de janeiro nenhuma morte havia sido registrada no município. Já em 2019, foram contabilizadas 49 ocorrências de afogamentos. Segundo o Corpo de Bombeiros, oito terminaram com vítimas fatais. O número diverge com o da Prefeitura, que disse terem sido três mortes no mesmo período.

Como é verão, os casos aumentam por conta do maior número de banhistas nas praias. Por isso, quem for dar um mergulho num dos 24 km de litoral precisa ficar atento. Isto porque existem pontos que necessitam de mais atenção por oferecem maior risco de afogamento.

Em Carapebus, o perigo está próximo ao quiosque do Silva e na lagoa, quando está cheia. Já em Jacaraípe, é necessário ter atenção nos pontos conhecidos como Berro D´Água, Travessias e Baiana, devido aos buracos que se formam na água.

Em Nova Almeida, o risco é na boca do rio Reis Magos, onde há o encontro entre mar e rio.

De acordo com a Prefeitura da Serra, a principal orientação é ficar próximo aos postos dos guarda-vidas, pois mesmo locais com mar calmo podem também oferecer riscos. O município conta com 85 guarda-vidas atuando em todo o litoral da cidade

Lagoas e piscinas

Há, também, riscos em lagoas e até piscinas. Segundo o Corpo de Bombeiros os óbitos com relação a afogamentos são compilados somente quando o mês finaliza. Por meio de nota, disse ainda que em 2019 foram registrados, em Serra, oito mortes por afogamentos nas praias, lagoas e piscinas.

Comentários

Mais notícias

Em evento concorrido, PSB confirma pré-candidatura de Bruno Lamas à Prefeitura da Serra

A Serra foi o município escolhido para o PSB do Espírito Santo dar o start oficial à sua Pr'é-campanha de 2020. Em um evento,...

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de alerta. Temem que a violência...

Feira de adoção de animais, promoções e samba agitam shopping no fim de semana

Poucas semanas antes da chegada do Carnaval, o capixaba que está à procura de preços baixos tem uma chance imperdível: o It Bazar +...

Evento de fortões em Guriri vai ter serranos participando

Neste sábado (15) vai ter Treinão Strong Show, em Guriri, às 15h, na praça Wilson Gomes, e vai ter serrano participando do evento. Um deles...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem