26.6 C
Serra
segunda-feira, 06 de julho de 2020

Serra F. C. acusa vereador de ser responsável por cancelamento de jogo

Leia também

Lagoa em área de preservação é poluída por esgoto da Cesan/Ambiental Serra

Águas contaminadas poluíram uma das nascentes da lagoa de Carapebus na manhã desta segunda-feira (06). Este foi o resultado...

Moradores de condomínio da Serra se unem para ajudar cães vítimas de abandono

Quem anda pelas ruas da Serra, consegue identificar a enorme população de animais de rua que os bairros da...

Pesquisa do Sebrae/ES aponta queda no faturamento de padarias e busca por canais digitais para enfrentar a crise

Em tempos de pandemia, ir à padaria para tomar um cafezinho ou comprar o pão de cada dia deixou...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Cândido diz que clube pode ser multado pela Federação de Futebol. Foto: Bruno Lyra
Cândido diz que clube pode ser multado pela Federação de Futebol. Foto: Bruno Lyra

Esta semana uma polêmica envolveu o vereador Basílio da Saúde (Pros) e o Serra Futebol Clube. Após o cancelamento da partida contra o Vitória, válida para a última rodada do 1º turno do Capixabão da Série B que seria realizada no sábado (30), no Estádio Robertão, o clube serrano em nota oficial diz que o culpado do cancelamento do jogo foi o vereador.

Segundo o presidente do Serra FC, Carlos Cândido, havia um acordo com Basílio de que em todos os jogos seria contratada uma ambulância da empresa de propriedade do parlamentar, devidamente custeada pelo time.

“Quem tem o mando de campo deve providenciar um médico, uma ambulância e a presença da Polícia Militar. As conversas com o vereador Basílio aconteceram ao longo da semana, inclusive na noite de sexta (29) e às 14h10 de sábado, com o motorista que nos atenderia. Entretanto, fomos informados de que ele ordenou que o veículo atendesse a uma outra partida e tivemos que suspender o jogo, diante de uma plateia de 800 pessoas”, disse o presidente.

Cândido acrescentou que, além do constrangimento, coube ao time à devolução dos valores que foram exigidos pelo público pagante. “Podemos ser punidos com perda de pontos e até multa pela Federação de Futebol”, observou.

Procurado pela reportagem, o vereador Basílio da Saúde informou que possui uma empresa prestadora de serviços de ambulância, a Bas Emergências Médicas, e confirmou o acordo para oferta do equipamento àquela partida. “Combinamos um valor abaixo do mercado e aguardamos o retorno dos coordenadores do time. Não posso ficar esperando e enviei a ambulância para outro serviço. Ele não fez negócio com o vereador, mas com a empresa”, justificou.

A Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo foi procurada para comentar o assunto, mas até o momento não deu retorno.

Comentários

Mais notícias

Moradores de condomínio da Serra se unem para ajudar cães vítimas de abandono

Quem anda pelas ruas da Serra, consegue identificar a enorme população de animais de rua que os bairros da Serra possuem. Na falta de...

Pesquisa do Sebrae/ES aponta queda no faturamento de padarias e busca por canais digitais para enfrentar a crise

Em tempos de pandemia, ir à padaria para tomar um cafezinho ou comprar o pão de cada dia deixou de ser um hábito. Por...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!