“Se afeta aos capixabas, o ES precisa ter o direito de fiscalizar barragens em Minas”, defende deputado

0
Na manhã desta segunda-feira (28) houve uma reunião entre autoridades do Governo do ES para definir ações decorrentes do rompimento. Foto: Reinaldo Carvalho

Após o rompimento da barragem de Brumadinho, pouco mais de três anos depois da tragédia em Mariana (ambas em Minas Gerais) um temor por novos rompimentos tomou conta dos capixabas. Isso porque a bacia do Rio Doce que corta o ES está na rota de mineração no Estado de Minas Gerais, no chamado quadrilátero ferrífero, e conta com dezenas de outras barragens de rejeitos que podem gerar impactos ambientais e sociais no ES caso novas tragédias venham a ocorrer em solo mineiro.

Na manhã desta segunda-feira (28) houve uma reunião entre autoridades do Governo do ES para definir ações decorrentes do rompimento. Entre os participantes estava o deputado estadual Bruno Lamas (PSB). Ele falou com a reportagem do TN e defendeu a participação do Estado na fiscalização e licenciamento de barragens em Minas Gerais. Além disso, Bruno, que vai assumir a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social em fevereiro adiantou medidas que o Governo vai tomar para se prevenir.

“A bacia hidrográfica do Rio Doce é uma das mais importantes do país e é fonte de abastecimento humano e industrial no Espírito Santo, além de renda como a pesca. Ao todo são 26 municípios que cortados pelo Rio Doce. Se afeta aos capixabas, o ES precisa ter o direito de fiscalizar barragens em Minas, porque já está provada a fragilidade com que este tema é tratado, tanto pelas mineradoras como pelos órgãos de controle” disse o deputado.

Ações do Estado

Segundo Bruno em reunião na manhã desta segunda o Governo encaminhou três importantes ações. A reunião do comitê que atua em ocasiões de crise, como enchentes e seca, que é liderado pela Defesa Civil, foi adiantada de abril para ocorrer ainda este mês. Entre as ações será formulado um plano de contingência para o período de chuvas. “As barragens capixabas todas são de água . A mais preocupante é a de Duas Bocas, em Cariacica. O governador ordenou a antecipação do encontro programado para abril, PPDEC – liderado pela Defesa Civil e com participação de varias secretarias e órgãos”.

O deputado diz que o governador Renato Casagrande (PSB) quer um relatório atualizado das condições dessas barragens e amanhã (29) os diretores da Cesan já devem percorrer algumas barragens in loco. “A outra pauta importante é a revisão da Lei Estadual 881/17 que regulamenta a construção e fiscalizado de barragens no ES, vamos melhora-la.”

O terceiro ponto em pauta, versa sobre as barragens de rejeitos que estão no vale do Rio Doce e podem trazer consequências para o ES. O governador Renato Casagrande (PSB) acionou o procurador-geral do ES e quer reivindicar a participação efetiva do Estado na fiscalização e licenciamento destas barragens.

Comentários